Esporte News

Leão tropeça no lanterna, empata em casa e segue no Z4

Nem contra o lanterna o Vitória conseguiu vencer em casa. Neste domingo (29), no Barradão, depois de sair perdendo, com um gol de Luiz Fernando aos 11 minutos de jogo, o Leão conseguiu empatar no segundo tempo, aos 21 minutos, com um gol de José Welison, que voltava a jogar após seis meses se recuperando de contusão.  A chance de vencer apareceu depois, mas Tréllez desperdiçou pênalti sofrido por Kieza. Com o resultado em 1x1, o Vitória vai a 34 pontos, mas se mantém da zona de rebaixamento.


Antes de entrar em campo para o jogo contra o Leão, o Atlético-GO tinha o pior ataque do Campeonato Brasileiro, junto com o Coritiba. Ambos haviam marcado apenas 28 gols em todo a competição até o início da 31ª rodada. Ainda assim, o Dragão conseguiu sair na frente no Barradão, aos 10 minutos de jogo, em vacilo da defesa rubro-negra.

O gol saiu num contra-ataque, depois de Walter, em impedimento, receber um passe de cabeça. O atacante dominou a bola, correu pelo lado esquerdo do campo e cruzou para Luiz Fernando, que chutou da entrada da área e abriu o placar. O técnico Vagner Mancini reclamou da posição de Walter, mas não adiantou.

Ainda assim, a torcida rubro-negra apoiou o time da casa, que tentava atacar pelo lado direito, mas a defesa adversária dificultava que o rubro-negro chegasse à área. Restava ao Vitória arriscar de longe, chutando de fora da área ou cruzando, na esperança de que o gol saísse pelo alto. Aos 17 minutos, Neilton cabeceou muito alto.

A melhor chance de empate do Vitória surgiu aos 27 minutos, quando Uillian Correia chutou de fora da área, mas Marcos defendeu. Na sequência, no escanteio, Wallace subiu sozinho e cabeceou, mas o goleiro goiano novamente se saiu bem. Cinco minutos depois, o Vitória novamente tentou de longe, com Ramon, mas Marcos de novo foi bem. O rubro-negro continuava com dificuldade de entrar na área adversária.

Aos 37, o Dragão voltou a ameaçar, pela direita, novamente com Luiz Fernando. O atacante chutou quase sem ângulo, mas Caíque defendeu. No minuto seguinte, pela esquerda, Walter recebeu cruzamento, se atrapalhou e concluiu para fora.

Aos 40, Fred cobrou uma falta para os donos da casa e a bola passou perto do gol de Marcos. No fim do primeiro tempo, o Vitória havia dado oito chutes a gol, sendo que três foram defendidos por Marcos e outros cinco foram para fora.

Empate

No intervalo, Mancini fez duas substituições: trocou Neilton por Kieza e apostou no volante José Welison no lugar do zagueiro Fred. Os dois acabaram sendo protagonistas dos lances mais importantes do segundo tempo.

O Vitória tinha a mesma dificuldade em penetrar na área e continuava recorrendo a cruzamentos e chutes de longe. O Atlético-GO seguia fechado, no 5-4-1, com Walter atuando como pivô. Até os 15 minutos, o Vitória não havia dado nenhum chute a gol. Aos 19, Uillian Correia chutou de fora da área e a bola passou à esquerda de Marcos. No minuto seguinte, José Welison chutou forte com a perna esquerda e empatou: 1x1.

Aos 27 minutos, veio a chance da virada, quando Kieza foi derrubado dentro da área. Mas Tréllez não aproveitou. O colombiano bateu o pênalti no canto direito de Marcos, à meia altura, mas o goleiro defendeu. E foi o Atlético que, pouco depois, quase desempata, com um chute muito forte de Paulinho no travessão.

Aos 40, o zagueiro Wallace deu uma de atacante e chutou de longe, no ângulo. Mas Marcos, de novo, defendeu. Resultado: 13.686 rubro-negros saíram frustrados e o Vitória segue sem vencer em casa desde 2 de agosto, quando derrotou a Ponte Preta por 3x1.

Correio24