Esporte News

Vitória perde para o São Paulo no Morumbi

Quem esperava um Leão agressivo, com garra e, principalmente, com uma nova cara se decepcionou. O felino que entrou em campo na noite desta quinta-feira, 8, contra o São Paulo, no Morumbi, era qualquer outro, menos o Rei da Selva.

Enjaulado nas próprias deficiências técnicas e táticas, o Vitória não impôs qualquer tipo de dificuldade ao Tricolor paulista, perdeu por 1 a 0 e agora é o lanterna da Série A do Brasileirão - a equipe foi ultrapassada pelo Atlético Goianiense, que estava em último e em outro duelo da noite desta quinta derrotou a Ponte Preta por 3 a 0.

Com apenas um ponto conquistado, o Vitória terá a chance de conseguir o primeiro triunfo no próximo domingo, às 16h, no Barradão, em Salvador, contra o Atlético-MG, que ganhou apenas uma partida no Brasileiro, num suado 1 a 0 no Avaí. Já o São Paulo, que chegou aos nove pontos, ganhou moral para encarar o Corinthians no Itaquerão, no mesmo dia e horário.

Na etapa inicial o São Paulo não deu a mínima chance para o Vitória, criou diversas chances, mas em todas parou no goleiro Fernando Miguel. Começando por Pratto logo no primeiro chute a gol, passando por Maicon e até na tentativa de Marcinho que foi para fora, com perigo. Na defesa os donos da casa tinham um bom posicionamento, mas faltava um maior poder de criação.

Maicosuel, estreante da noite no tricolor, teve uma grande chance aos 26, numa cabeçada, mas Fernando Miguel espalmou e no rebote Pratto mandou por cima. Com muita movimentação, o atacante argentino dava carrinho, saída da área e procurava abrir espaços para seus companheiros. Teve duas outras chances, mas Fernando Miguel segurou uma e espalmou a outra.

Na etapa final, Ceni mexeu no time. Tirou Maicosuel e colocou Thomaz, e abriu mão do esquema com três zagueiros, deslocando Militão para o meio, para jogar de volante ao lado de Jucilei. O time continuou pressionando, mas ficou um pouco mais vulnerável aos contra-ataques do Vitória, a única arma do time baiano na partida.

Até que a pressão do São Paulo surtiu efeito. Marcinho roubou a bola no ataque e tocou para Pratto. O argentino viu Thomaz livre e deu passe para o companheiro, que ajeitou e mandou no canto, abrindo o placar. O gol deu uma certa tranquilidade para o time, que voltou a se postar com três zagueiros na defesa.

Com a vantagem na mão, o São Paulo recuou e o duelo ficou aberto. O Vitória teve ótima chance de empatar, mas depois de duas grandes defesas de Renan Ribeiro, Militão salvou em cima da linha o chute de Paulinho. E mesmo com a pressão dos visitantes, o time da casa soube se segurar, fez um gol com Pratto nos acréscimos e garantiu a vitória.

São Paulo 2 x 0 Vitória - 5ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo-SP

Quando: Quinta-feira, 8, às 19h30

Gol: Thomaz, aos 18’, e Lucas Pratto, aos 46’ do 2ºT. (S)

Árbitro: Rafael Traci

Assistentes: Ivan Carlos Bonh e Luciano Roggenbaum (trio do Paraná)

Cartão amarelo: Bruno (S) /Willian Farias (V)

Público: 12.536

Renda: R$ 286.468,00

São Paulo - Renan; Militão, Maicon e Lucão; Bruno, Jucilei, Cicero (João Schmidt) e Júnior Tavares; Marcinho, Pratto e Maicosuel (Thomaz). Técnico: Rogério Ceni.

Vitória - Fernando Miguel; Patric, Alan Costa, Fred e Thallyson; Willian Farias, Uillian Correia (Cleiton Xavier) e Gabriel Xavier (Todinho); David, Neilton (Paulinho) e Kieza. Técnico: Alexandre Gallo.

Atarde