Esporte News

Série D: Flu de Feira perde fora de casa mas só depende de si

O Fluminense de Feira conheceu a primeira derrota no Campeonato Brasileiro da Série D. Em uma partida complicada na tarde neste domingo (18) no Estádio Paulo Petribu em Carpina/PE, o Touro do Sertão perdeu por 1 x 0 para o Atlético-PE, mas ainda sim segue na liderança do Grupo A-8 dependendo de um simplista empate na última rodada da 1ª fase para confirmar a classificação para a próxima fase da Série D.

O tricolor feirense começou a partida enfrentando dificuldades com o gramado irregular, cuja situação piorou com a chuva que caiu antes da bola rolar. Mesmo com esta dificuldade o tricolor feirense buscou jogar com tranquilidade resistindo a pressão inicial do time da casa, que buscou usar as prerrogativas favoráveis para neutralizar o tricolor feirense e abrir o placar. O Flu de Feira por ser um time de característica técnica sentiu dificuldade para articular jogadas, enquanto os atleticanos demonstraram mais vontade, mas aplicação no sentido de ganhar o jogo.

O Flu de Feira chegou a assustar aos 23 minutos, em um contra-ataque rápido de Rafael Granja que tocou para João Neto e este achou espaço e chutou forte com a bola levando muito perigo ao gol de Evandrisio. O time de Carpina insistia em jogadas de profundidade para os atacantes Junior e Cajá, mas o sistema defensivo do Touro se saia bem, tanto que o goleiro até então não tinha feito nenhuma defesa difícil.

Aos 31 minutos, o Touro mais uma vez assustou com João Neto, que fez uma cabeçada perigosa depois de um cruzamento de Davi Ceará em cobrança de escanteio. Quatro minutos depois, numa bola rápida, Memo dominou e chutou forte para a defesa de Jair. Na sequência, em contra-ataque a bola chegou para Junior, que de fora da praça soltou uma bomba para a defesa difícil de Jair. O jogo seguiu muito disputado e o placar do primeiro tempo terminou em 0 x 0.

SEGUNDO TEMPO

O tricolor feirense começou a segunda etapa com uma alteração: o zagueiro Eduardo, que fora “amarelado” no 1º tempo, saiu para a entrada de Lucas Bahia. O Touro teve uma grande chance logo aos três minutos numa jogada rápida de contra-ataque, Rafael Granja ganhou na corrida do zagueiro e na saída de Evandrisio tocou por cima, a bola caprichosamente não entrou. Na sequência aos quatro minutos os atleticanos abriram o placar com Cajá: numa cobrança de falta feita por Cajá, Jair defendeu parcialmente a jogada, mas na sobra Cajá tocou para o fundo do gol.

Com o placar adverso o Fluminense teve que sair para o jogo e o treinador Paulo Foiani tirou o volante Rogério, que também recebeu cartão amarelo no primeiro tempo, para a entrada do atacante Katê e o time passou a jogar no esquema 4-3-3. Mesmo com o time mais ofensivo teve dificuldade para encaixar as jogadas de contragolpe, ainda não se entregou em campo e seguiu firme com o objetivo de empatar a partida. Os atleticanos abdicaram de atacar e passaram a segurar o marcador, enquanto o Fluminense seguiu brigando, mas o placar terminou mesmo com 1 x 0 para o Atlético-PE. O Fluminense volta a jogar no próximo domingo (25) no Estádio Joia da Princesa diante do Itabaiana.

Atlético/PE 1 x 0 Fluminense de Feira

Local – Estádio Paulo Petribu (Carpina/PE)

Horário – 16 horas

Arbitragem – Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN), auxiliado por Gilberto Freire de Farias (PE) e Ricardo Bezerra Chianca (PE)

Cartões Amarelos – Eduardo, Rogério (Fluminense); Dudu, Evandrisio (Atlético)

Gol – Cajá (Atlético/PE) – 4 min 2º tempo)

Atlético/PE – Evandrisio; Cris (Walter), Dudu, Diego e Silva; Emerson, Cesinha, Tarcísio (Gledson) e Alan; Junior e Cajá (Caio). Técnico – Gabriel Lisboa.

Fluminense de Feira – Jair; Edson, Breno, Eduardo (Lucas Bahia) e Gilmar; Rogério (Katê), Memo, Davi Ceará e Rafael Granja; João Neto (Luiz Paulo) e Jonathas Obina. Técnico – Paulo Foiani.

Site do Flu