Esporte News

Jobson, ex-Bahia, volta para a cadeia

O atacante Jobson, que atuou no Bahia em 2011, voltou para a prisão após uma determinação judicial. Ele foi levado para a cadeia pública de Colméia (TO), a 206 km de Palmas, sob a suspeita de estupro de vulnerável. Jobson já havia sido preso pela acusação em junho do ano passado, mas foi solto em setembro do mesmo ano após pagar fiança no valor de R$ 22 mil e se comprometer a cumprir medidas como não frequentar bares e boates e não manter contato com as vítimas.

O crime teria acontecido em uma chácara em Couto Magalhães, município no Tocantins. De acordo com a denúncia, o jogador teria estuprado quatro adolescentes. O processo foi instaurado no Pará, mas enviado ao Tocantins. A decisão de levar Jobson de volta para a prisão foi tomada durante audiência na segunda-feira (5).

Na última sexta-feira (2), Jobson se envolveu em um acidente com uma vítima fatal entre os municípios de Marianópolis do Tocantins e Divinópolis do Tocantins. Ele chegou a ser levado para um hospital e recebeu os primeiros socorros, mas, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, evadiu do local antes de ser avaliado por um médico.

Jobson está suspenso pela Fifa de realizar qualquer atividade relacionada ao futebol até o dia 31 de março de 2018 depois de ter sido acusado pelo Al Ittihad, da Arábia Saudita, de se recusar a fazer exame antidoping.