Esporte News

Alexandre Gallo é apresentado no Vitória

Com apenas um ponto conquistado nas primeiras quatro rodadas do Campeonato Brasileiro, o Vitória sabe que vai precisar correr contra o tempo para recuperar os pontos perdidos. Quem parece já estar ciente disso é o novo treinador do Leão. Alexandre Gallo desembarcou em Salvador às 14h desta segunda-feira e, sem tempo a perder, às 15h30, já estava na Toca do Leão, onde concedeu entrevista e comandou o primeiro treino da nova equipe.

Assim que chegou na sala de imprensa, Gallo fez questão de cumprimentar todos os profissionais que ali estavam. Muito tranquilo, respondeu as perguntas dos repórteres e enfatizou o quanto está motivado para iniciar o novo trabalho. O último clube de Gallo foi o Náutico, time que comandou na Série B do ano passado.

- Traz um gás novo, estou vindo aqui com uma vontade gigantesca de trabalhar. Tenho que ser o melhor Alexandre Gallo de todos os tempos. Vamos fazer tudo o possível para que o Vitória volte a crescer o mais rápido possível – falou o treinador.

Durante a entrevista, o treinador contou que não ficou parado depois que saiu do Náutico, em setembro do ano passado. Gallo esteve nos Estados Unidos e em países da Europa. Segundo o treinador, o tempo foi útil para estudar e olhar para o futebol com outros olhos.

- Saí do Náutico e fui para os Estados Unidos. Voltei para o Brasil em dezembro, para fazer um curso na CBF, e retornei para os Estados Unidos. Depois estive na Europa. Fui para a Inglaterra e a Espanha, assisti alguns jogos, conheci como as coisas funcionam por lá. Vi muitos jogos no Brasil também. Quando você sai do olho do furacão, tem a capacidade de analisar de uma outra forma a postura de atletas, entrevistas, conhecer atletas novos – contou.

Escolhido pelo Vitória em meio a uma lista com mais de 30 nomes, Gallo falou também sobre os motivos que o levaram a aceitar o convite do Rubro-Negro. Para o treinador, um dos fatores determinantes foi a presença de Petkovic na Toca do Leão. Os dois trabalharam juntos no Atlético-MG, em 2008, e o sérvio foi muito elogiado pelo novo treinador rubro-negro.

- Sem dúvidas a motivação veio primeiro em voltar a dirigir uma grande equipe. Uma equipe centenária com uma camisa importante no cenário nacional. Outra coisa é voltar a trabalhar com Pet, que foi meu atleta. Trabalhamos em 2008, ele reconheceu o trabalho que foi feito, isso é motivo de honra e orgulho estar aqui.

Gallo ainda terá dois dias de treino antes da estreia contra o São Paulo, na próxima quinta-feira, às 19h30 (horário de Brasília), no Morumbi. Até lá, o Vitória segue na incomoda zona de rebaixamento. O Leão ocupa atualmente a 18ª posição, mas ainda pode ser ultrapassado pelo Atlético-GO, que visita o Bahia logo mais, na partida que encerra a quarta rodada do Brasileirão.

GE