Esporte News

Com fratura na tíbia, Hernane deve ficar afastado por três meses

As notícias não são boas para o atacante Hernane. O jogador se machucou em uma dividida com David, no primeiro tempo do Ba-Vi desta quinta-feira, e foi diagnosticado com uma fratura incompleta da tíbia da perna esquerda. Após a partida, o médico Daniel Araújo explicou a situação do Brocador.

- Ele teve uma fratura incompleta no terço médio da tíbia. Aí vai precisar ficar imobilizado um tempo. Aí é uma média de 90 dias de afastamento. Mas amanhã vai ser avaliado novamente para a gente poder dar uma posição mais clara para vocês. Já foi diagnosticada a fratura no terço médio da tíbia, que é um osso da perna. Já está imobilizado, medicado, já foi para casa. E amanhã [sexta-feira], quando se reapresentar no Fazendão, a gente vai dar prosseguimento ao tratamento.

Segundo Araújo, existem duas opções de tratamento para este tipo de fratura. Uma delas é a cirurgia. No entanto, de acordo com o médico, o mais indicado para Hernane é realmente a imobilização.

- Existem duas opões. Uma é tratar com gesso, e outra pode até indicar cirurgia. Mas, como a fratura foi incompleta, o tratamento mais indicado neste momento é o tratamento conservador, com imobilização - afirmou.
Hernane foi levado a um hospital de Salvador logo que saiu de campo, com a perna imobilizada. O jogador realizou um exame de raio x, que detectou a fratura.

A partida, primeira das semifinais da Copa do Nordeste, terminou com triunfo do Vitória por 2 a 1. A volta será no domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova, e o Bahia precisa vencer por 1 a 0 para garantir vaga nas finais da competição regional.

GE