Esporte News

Bahia vence Vitória e vai à decisão da Copa do Nordeste

O Bahia é o primeiro finalista da Copa do Nordeste. Neste domingo, o Esquadrão de Aço venceu o Vitória por 2 a 0, na Arena Fonte Nova, reverteu a vantagem do rival e garantiu presença na grande final da Copa Nordeste. Allione e Régis fizeram os gols da vitória tricolor. O meia ainda foi expulso e está suspenso do primeiro jogo da decisão.


A partida na Fonte Nova teve somente a presença de torcedores do Bahia por determinação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que acatou recomendação do Ministério Público da Bahia. A torcida tricolor fez a sua parte, compareceu em peso e estabeleceu o melhor público do Esquadrão no ano, com 34.599 pagantes.

Classificado, o Bahia agora espera seu adversário na final, que sairá do confronto entre Santa Cruz e Sport, a ser realizado na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Arruda. O Santinha tem vantagem por ter vencido o primeiro jogo, na Ilha do Retiro, por 2 a 1. O primeiro duelo da decisão está marcado para o dia 17 de maio.

O jogo – A partida começou disputado no meio de campo, mas sem muita criatividade das duas equipes. Empurrado pela torcida, o Bahia controlava a posse de bola e propunha o jogo, enquanto o Vitória prioriza a marcação e apostava nos contra-ataques em velocidade para surpreender o adversário.

Apesar da postura mais ofensiva do Bahia, foi o Vitória que levou perigo pela primeira vez. Renê Júnior falhou na saída de bola e perdeu para David, que colocou Kieza na cara do gol, mas o camisa 9 rubro-negro estava em posição de impedimento. O Tricolor respondeu dez minutos depois. Régis cobrou falta para a área, Edson subiu e cabeceou, mas mandou para fora.

Dominando as ações, o Bahia voltou a chegar com perigo na marca de 31 minutos. Zé Rafael tocou de letra para Edigar Junio, que arriscou o chute e parou na defesa de Fernando Miguel. Na sequência, Régis cobrou falta da intermediária e Edson tentou completar para o gol, mas não conseguiu alcançar a bola.

A insistência do Esquadrão de Aço deu resultado aos 37 minutos. Régis encontrou Allione na entrada da área. O argentino abriu espaço ao driblar Bruno Ramires e bateu colocado para abrir o placar na Fonte Nova. Aos 41, Zé Rafael tabelou com Armero, tentou o chute colocado e quase ampliou.

Em desvantagem no placar, o Vitória ensaiou uma pressão no início da etapa complementar. Logo aos quatro minutos, Euller levantou na área, Jean saiu errado do gol, Alan Costa desviou para o meio da área e David tentou o toque, mas mandou para fora. A resposta do Bahia foi imediata e em dobro. Aos seis minutos, Allione tocou de calcanhar para Eduardo, que entrou na área e bateu forte para a defesa de Fernando Miguel. Em seguida, Régis deixou Allione na cara do gol, porém o argentino errou a finalização.

O Bahia seguiu melhor na partida e não demorou a ampliar o marcador. Na marca de 14 minutos, Régis recebeu de Eduardo na área, passou por Kanu e bateu no canto de Fernando Miguel, que não conseguiu evitar o gol. No entanto, na comemoração, o meia tricolor recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. O Vitória não conseguiu aproveitar a vantagem numérica, já que, na sequência, Patric também foi para o chuveiro mais cedo, após desentendimento com Armero.

Com dez jogadores de cada lado, o jogo ficou mais nervoso e passou a ter entradas duras. O Vitória reclamou de pênalti de Lucas Fonseca em Gabriel Xavier, na marca de 22 minutos, mas o árbitro não marcou. Aos 29, Edigar Junio obrigou Fernando Miguel a trabalhar novamente após finalização da entrada da área. Aos 33, Kanu levou perigo em cabeçada de dentro da área. Mas foi só. O Bahia segurou o resultado e celebrou a classificação para a final.

FICHA TÉCNICA:
BAHIA 2 X 0 VITÓRIA

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 30 de abril de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Luiz César de Oliveira Magalhães (CE)
Assistentes: Marcione Mardonio da Silva Ribeiro e Arnaldo Rodrigues de Souza (ambos do CE)
Público: 34.599 pagantes
Renda: R$ 922.231,00
Cartões amarelos: Edson, Feijão, Régis e Armero (Bahia); Patric, Kanu, Gabriel Xavier e Fernando Miguel (Vitória)
Cartões vermelhos: Régis (Bahia); Patric (Vitória)

GOLS
BAHIA: Allione, aos 37 minutos do primeiro tempo; Régis, aos 14 minutos do segundo tempo

BAHIA: Jean; Eduardo, Lucas Fonseca (Jackson), Tiago e Armero; Edson, Renê Júnior, Régis, Allione e Zé Rafael (Juninho); Edigar Junio (Matheus Peixoto)
Técnico: Guto Ferreira

VITÓRIA: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Fred (Alan Costa) e Geferson (Gabriel Xavier); Willian Farias, Bruno Ramires, Euller e Cleiton Xavier (Paulinho); David e Kieza
Técnico: Argel Fucks

Gazeta Esportiva