Esporte News

Copa do Brasil 2017: Vitória estreia hoje contra o Luziânia

Pausa nos estaduais e regionais porque o futebol ganha um ingrediente a mais a partir desta quarta-feira (8), quando começa a Copa do Brasil. A competição chega com novo regulamento, 91 participantes - cinco a mais em relação ao ano passado - e 120 jogos para o torcedor se esbaldar. Às 18h30, a torcida rubro-negra verá a estreia do Vitória diante do Luziânia, no estádio Serra do Lago. Embora o time seja filiado ao Distrito Federal, o município de mesmo nome fica no estado de Goiás. 



O Leão é um dos 80 clubes que disputam a primeira fase, assim como Bahia e Vitória da Conquista, que completam a trinca baiana. Outros 11 times entrarão a partir das oitavas de final, que corresponde à quinta fase. São eles: os sete representantes brasileiros na Copa Libertadores (Palmeiras, Flamengo, Santos, Grêmio, Atlético-MG, Atlético-PR e Botafogo), além dos campeões da Copa Verde (Paysandu), da Copa do Nordeste (Santa Cruz), da Série B 2016 (Atlético-GO) e a Chapecoense, declarada campeã da Copa Sul-Americana pela Conmebol.

Ao todo, os times baianos precisam passar por oito fases de mata-mata para levantar a inédita taça no dia 12 de outubro. E a principal mudança está nas duas primeiras, agora disputadas em partida única. Na primeira, o time pior colocado no ranking da CBF atua em casa e o visitante joga pelo empate. É o caso do Vitória nesta quarta e será o do Bahia no dia 16, contra o Sergipe, em Aracaju. O Vitória da Conquista recebe o Coritiba, às 18h15, e só avança se ganhar.

Na segunda fase, o mando foi definido por sorteio e, em caso de empate, a partida vai para os pênaltis. 

A mudança não agradou ao meia Cleiton Xavier, titular do Leão. “Infelizmente, não somos nós quem fazemos as regras. Essa nova regra da primeira fase, onde existe alguma vantagem e desvantagens também, porque você joga fora de casa, precisando no mínimo empatar para se classificar. Não é muita vantagem para quem joga fora de casa. A gente tem que entrar atento para não ser surpreendido”.

Além da preocupação com o novo regulamento, Cleiton Xavier sabe que o Vitória também carrega o peso de não poder decepcionar novamente, já que vem de atuação ruim na derrota por 4x2 para o Botafogo-PB, pela Copa do Nordeste. “Estamos bem focados, mentalizamos algumas coisas que fizemos de errado, detectamos alguns erros que já sabemos que não podemos mais cometer. Foi pouco tempo para corrigir, mas estamos cientes de que não podemos repetir os erros”, analisou o meia.

Caso o Vitória empate ou vença diante do Luziânia, enfrentará, no Barradão, o vencedor de Anápolis x Bragantino, que se enfrentam dia 15.

Já o Bahia, caso avance, não precisará esperar. O adversário sairá de São Bento x Paraná, que jogam nesta quarta, às 19h30, em Sorocaba-SP. Em caso de classificação, o tricolor jogará mais uma vez fora de casa.

O Vitória da Conquista, se passar de fase, jogará de novo no Lomanto Júnior e também já conhecerá seu adversário nesta quarta. Ferroviária e ASA duelam às 19h30, em Araraquara-SP.

Escalações
O técnico Argel Fucks faz mistério na escalação rubro-negra. As possíveis mudanças estão nas laterais, entre Leandro Salino e Cedric (da base) na direita e entre Geferson e Euller na esquerda, e no meio, com a possível saída de Dátolo. Entraria o atacante Paulinho.

Provável time: Fernando Miguel, Cedric (Salino), Alan Costa, Fred e Geferson (Euller); Uillian Correia, Willian Farias e Cleiton Xavier; Paulinho (Dátolo), David e Kieza.

O Luziânia vai completo para a partida. Sem desfalque, o técnico Ricardo Antônio deve repetir o time que empatou com o Paranoá em 1x1 na rodada de estreia do Campeonato Brasiliense: Dida, Amaral, Cauê, Peri e Mailson; Rodrigo Barros, Thiago Mariano e Almir; Tatuí, Dan e Laécio.

Correio24