Esporte News

Série D: Flu de Feira tenta manter o astral elevado para a partida de volta

treinador betinho
Mais do que qualquer trabalho técnico ou tático que ministrar durante a semana, a grande missão do treinador Betinho e demais integrantes da comissão técnica e dirigentes do Flu de Feira é manter o astral do elenco elevado para a partida de volta contra o Volta Redonda, que vai acontecer no próximo sábado (3). No jogo de ida o tricolor feirense foi derrotado por 3 x 2 e precisa vencer por no mínimo dois gols de diferença para ganhar a vaga para a Série C em 2017.

Corrigir falhas, ajustar posicionamentos e buscar entrosar atletas que vão entrar como titulares são tarefas importantes, porém o fator psicológico pode ser preponderante num momento tão decisivo como o que o Fluminense vai viver no próximo sábado (3) em Volta Redonda. “Estamos buscando junto com os jogadores refletir sobre tudo o que foi feito até aqui, as adversidades que encontraremos e as consequências que viveremos caso venha o resultado positivo. É um grande exercício para que todos entrem bem conscientes daquilo que devem fazer dentro de campo”, ressaltou o técnico Betinho.

O ponto de partida para essa análise coletiva é justamente o que aconteceu no último domingo. “Vendemos caro a derrota e pelo que produzimos nos 90 minutos, o empate seria bem mais justo, mesmo quando ficamos inferiorizados no gramado. Mas infelizmente a derrota aconteceu e agora temos que superar as adversidades para buscar a classificação no campo do adversário”, afirmou o treinador.

Outra situação que deve ser enfatizada é o que aconteceu com o grupo há duas semanas, quando saiu derrotado do Joia da Princesa diante do Ceilândia/DF e foi buscar a classificação fora de casa. “A diferença de agora é que precisamos vencer por dois gols de diferença, o que sinceramente é possível porque temos jogadores experiente, temos condições de chegar lá e conseguir um grande resultado”, disse o treinador.

O comportamento do torcedor que no final do jogo aplaudiu o time também foi ressaltado pelo técnico. “No jogo contra o Ceilândia, os torcedores no final aplaudiram o time e repetiram a frase ‘eu acredito, eu acredito’. No jogo do Volta Redonda novamente o gesto se repetiu numa prova de que o torcedor está confiando no time e cabe agora a eles dentro de campo acreditarem nisso e correrem atrás. Temos que lutar até o fim”, declarou Betinho. 

O Fluminense não vai contar com o atacante Rafael Granja e o meia Bruninho, suspensos, mas em compensação terá o retorno do zagueiro Igor, depois de cumprir suspensão automática pela expulsão do jogo em Ceilândia. “São atletas importantes que perdemos, mas temos opções e vamos buscar armar um time coeso e quem entrar terá a nossa confiança para lutar e buscar um grande resultado e a nossa classificação”, afirmou Betinho.

Acorda Cidade