Esporte News

Bahia investindo alto para retonar a 1ª divisão

Buscando não repetir o vexame do ano passado, quando o Bahia acabou na 9ª posição da Série B, o Esquadrão está investindo alto no time que fracassou no primeiro semestre de 2016. Com a equipe demonstrando reação na segundona da atual temporada, o tricolor vem colhendo os frutos dos gastos que fez para trazer atletas e também comissão técnica que ganham até mais que colegas que atuam na Série A do Brasileirão.

Em matéria publicada pelo site da ESPN, foram revelados valores de negociações que resultaram nas chegadas do zagueiro Jackson, do meia Renato Cajá e do treinador Guto Ferreira, peças fundamentais na disputa por uma das vagas na elite em 2017. As cifras são fruto do contrato que o Bahia assinou com o Esporte Interativo por direitos de imagens televisivas, onde o Esquadrão recebeu um adiantamento de R$ 40 milhões.

Segundo a reportagem, o defensor, que defendia o Internacional, pediu para deixar o clube gaúcho após ouvir a proposta baiana. Ao final das negociações, Jackson teria também rejeitado uma proposta do Flamengo, que tentou atravessar o Esquadrão, por conta do salário de R$ 120 mil que foi oferecido pelo tricolor. Para tirar o xerife do Colorado, o Bahia pagou ainda R$ 3 milhões.

Outro que custou caro para chegar ao Fazendão foi Renato Cajá. Muito valorizado após se destacar pela Ponte Preta no ano passado, o meia foi assediado por uma série de clubes no Brasil, incluindo o arquirrival do tricolor, o Vitória, mas o prêmio financeiro para ir jogar no Fazendão, que não teve valores revelados, e ainda o salário de R$ 300 mil, convenceram o jogador a atuar na Série B.

Guto Ferreira, escolhido pela direção comandada por Marcelo Sant’Ana após a demissão de Doriva, deixou a Chapecoense, onde ganhava R$ 200 mil por mês, para ter vencimentos de R$ 350 mil no Fazendão, além do tradicional prêmio por assinatura e as possíveis cifras que pode arrecadar em caso de sucesso na busca pelo acesso.

Para finalizar a lista de gastos maiores no decorrer de 2016, o tricolor também teve que comprar 30% dos direitos de Hernane, principal atacante da equipe. O negócio, que não teve valores revelados, foi uma exigência do ‘Brocador’, quando este despertou interesse do Flamengo.

Atualmente o Bahia ocupa a 7ª colocação na Série B, cinco pontos atrás do 4º colocado, o Ceará. Na próxima rodada, o adversário é o líder Vasco, em confronto que acontece no sábado (03), na Fonte Nova.

 ESPN