Esporte News

Juazeirense fica no empate com o Icasa no Adauto, na estreia da Série D

A Juazeirense estreou com empate na Série D 2016. Numa tarde de sol forte no Adauto Moraes, o Cancão saiu na frente do placar, parou no goleiro Lopes e acabou no 1×1 com o Icasa-CE. No outro duelo do grupo A5, o Maranhão perdeu em casa por 3×0 para o Altos-PI, próximo adversário do Cancão, domingo que vem, no Piauí.

Juazeirense fica no empate com o Icasa no Adauto, na estreia da Série D


Com cinco jogadores do Vale do São Francisco em campo (Marquinhos, Salgadinho, Patrik, Everlan e Jean), a Juazeirense começou com tudo a partida e logo aos 12 minutos abriu o placar. Everlan, escolhido por Barbosinha para ser o responsável pela criação das jogadas, fez um excelente lançamento para Sassá, que teve tranquilidade e deu um toque por cima do goleiro Lopes para fazer 1×0 Cancão.
A partida continuou em ritmo intenso até que o Icasa chegou ao gol de empate  através do atacante Wellington, de pênalti, aos 20 minutos. Gol fora dos planos do Cancão, mas que não intimidou os comandados de Barbosinha. Sassá teve outra chance de marcar, assim como o garoto Jean, que parou no goleiro Lopes.

Ao fim do primeiro tempo, Tigre lamentou o gol de empate e focou na necessidade da vitória no segundo tempo. “Foi uma infelicidade o pênalti.  Mas precisamos conversar no intervalo, pra voltar e conseguir a vitória”, frisou o paredão do Cancão.

Com a proposta de dar mais força ofensiva a equipe, Barbosinha voltou com Nem no lugar do estreante Salgadinho e depois lançou Toni Galego, que substituiu Jean. O Cancão então passou a ter mais volume de jogo, mas parou na boa atuação do goleiro Lopes, seguro na meta do time cearense.
“Agora é encara a próxima partida e trazer os pontos para Juazeiro. Nossa equipe criou bastante, 
poderíamos ter saído com a vitória. O goleiro deles esteve muito bem”, destacou o zagueiro estreante Lucas, que viu a torcida do Cancão aplaudir a raça dos jogadores ao fim da partida.

Barbosinha – Após a partida, o técnico Barbosinha elogiou  a postura dos jogadores:  “Tomamos sempre a atitude do jogo. Nos segundo podíamos ter um pouco mais de paciência. Mas assim, é uma reformulação, é o primeiro jogo e a tendência é que a equipe cresça. É esperar os próximos jogos pra ver melhor a equipe. Acho que os jogadores são heróis, foram guerreiros”, destacou o técnico do Cancão.

FICHA TÉCNICA
Estádio: Adauto Moraes, Juazeiro
Juazeirense:  Tigre, Salgadinho (Nem), Lopes, Lucas Santos e Marquinhos (Caíque); Waguinho, Diego Teles, Patrik e Everlan;  Jean (Toni Galego) e Sassá. Técnico: Barbosinha

Icasa: Lopes, Alexsandro, Álvaro, André e Júlio; Pedro, Tiago (Gabriel), Tony e Miranda; Marcelo (Adauto) e Wellington. Técnico: Paulo Morgado

Gols: Sassá, aos 12 e Wellington, aos 20 do primeiro tempo.

Arbitragem: Eduardo de Santana Nunes-SE, auxiliado por José Carlos Oliveira dos Santos-BA e Claudio Antônio Dias Aragão-BA

Site do clube