Esporte News

Juazeirense supera o Cuiabá e avança na Copa do Brasil 2016

Em uma partida sem muitos lances efetivos, a Juazeirense conseguiu nesta quarta-feira (27) uma heróica e inédita classificação para a segunda fase da Copa do Brasil 2016. Mesmo perdendo a partida por 1 a 0 para o Cuiabá, o Cancão de Fogo conseguiu ser mais efetivo na disputa de penalidades e chegou a segunda fase do certame nacional ao derrotar os mato-grossenses por 5 a 4 nos tiros livres diretos.

Juazeirense vence o Cuiabá e avança na Copa do Brasil 2016

O jogo começou movimentado, com os baianos procurando ampliar a vantagem criada no primeiro confronto entre as duas equipes. O Cuiabá também demonstrava empenho em chegar ao gol adversário, mas os visitantes tinham melhor efetividade e assustavam os torcedores presentes na Arena Pantanal.

Mais organizado em campo, o Cancão de Fogo criava melhores oportunidades, mas não conseguia transformar isso em gols para a sua equipe. Assim, aos 21, Wanderson arriscou da entrada da área mas a bola saiu fraca e chegou com tranquilidade para André.

Mesmo dominando a partida e conseguindo anular o seu adversário, a equipe do Vale do São Francisco não conseguiu evitar o primeiro gol da partida. Aos 24, a zaga nordestina falhou dentro da área e o estreante Uederson abriu o marcador para os donos da casa.

Atrás do marcador, os comandados de Evandro Guimarães intensificaram as suas investidas, mas não conseguiam furar a marcação dos auriverdes, que tocavam a bola e também tentavam ampliar a sua vantagem.

A partida amarrada não permitia muitos lances de perigo dos dois lados, fazendo com que a primeira etapa terminasse sem mudanças e finalizasse com 1 a 0 para a equipe do Centro-Oeste.

O segundo tempo não apresentou mudanças no seu inicio, com os visitantes correndo atrás do resultado para conseguir a sua classificação a segunda fase da Copa do Brasil. E com o jogo cada vez mais truncado, os ânimos também se exaltavam cada vez mais entre as duas equipes, deixando o confronto mais nervoso na Arena Pantanal.

Aos 12, Gianlucas e Nino Guerreiro fizeram boa tabela na área do adversário, mas acabaram parados na saída do goleiro do Cuiabá. Gostando do jogo, a Juazeirense passa a explorar as bolas áreas, tentando furar a defesa do Dourado, mas sem conseguir acertar no último lance. Aos 19, Guerreiro volta a invadir a pequena área e acaba desarmado na hora da finalização.

Mesmo com a bola mais concentrada no meio-campo, o rubro-verde de Juazeiro conseguia acuar o Cuiabá em sua defesa. Aos 27, Nino Guerreiro arrisca de longe e obriga André a fazer boa defesa. Sem muitas ações, o tempo normal terminou em 1 a 0 e a decisão foi para a disputa de penalidades.

Na primeira cobrança, João Carlos converteu para o Cuiabá e Nino Guerreiro empatou para os baianos. Na sequência, Edvânio fez o segundo do Dourado e Nem mais uma vez deixou tudo igual na disputa. Na terceira chance, Júlio Alves colocou os anfitriões mais uma vez a frente do marcador, mas Deca também não desperdiçou a chance da Juazeirense. Na quarta oportunidade, Joílson bateu para a fora e Edinho virou a vantagem para o Cancão de Fogo. Salino marcou novamente para os donos da casa, mas Wanderson não desperdiçou e classificou a Juazeirense para a segunda fase da Copa do Brasil.

Com o resultado, os baianos agora esperam o vencedor da partida entre Coruripe e Botafogo, que jogam na próxima quinta (28) no Rio de Janeiro. Na primeira partida, os cariocas conseguiram uma vitória por 1 a 0 em Alagoas e jogam por um empate para avançar a segunda fase.

FICHA TÉCNICA:
Copa do Brasil – 1ª fase (jogo de volta)
Cuiabá x Juazeirense
Local: Arena Pantanal – Cuiabá (MT)
Data: 27/04/2016
Horário: 21h30
Árbitro: Roberto Giovanny Oliveira Silva (GO)
Auxiliares: Leone Carvalho Rocha e Adailton Fernando Menezes (ambos de GO)
Gols: Uederson
Cartão Amarelo: Nino Guerreiro, Paulo Henrique, Tigre, Capone

Cuiabá: André Luis; Eric, Edvânio, Joilson e Júlio; Léo, Eusébio (Júlio Alves), Esdras e Geovani; Uederson e João. Técnico: Flávio Araújo.

Juazeirense: Tigre; Alex Travassos (Nem), Paulo Henrique, Ricardo Braz e Capone; Deca, Diego Teles, Gianlucas (Edinho) e Wandersson; Nino e Sassá (Tony Galego). Técnico: Evandro Guimarães.

Fonte: BN