Esporte News

Marcelo Sant’Ana quer o Vitória fora do Baianão

Sem conseguir vencer sequer um BaVi desde que foi eleito presidente do Bahia, Marcelo Sant’Ana concedeu uma entrevista coletiva curiosa após o time se classificar para a semifinal do estadual. O dirigente se mostrou bem disposto para falar sobre a polêmica levantada sobre a utilização de Victor Ramos, zagueiro do Vitória.
Marcelo Sant’Ana quer o Vitória fora do Baianão


Questionado por um dos jornalistas presentes na coletiva surpresa, já que não estava na programação, Sant’Ana mostrou um discurso bem trabalhado. Inicialmente, o cartola disse que ficaria triste com uma possível eliminação do arquirrival do estadual e até do Nordestão na próxima temporada, tudo para na sequência avisar que quer o Leão fora do Campeonato Baiano.
“Esse assunto influencia em todas as equipes que disputam o Campeonato Baiano, que são submetidos ao mesmo regulamento. Caso confirmada essa punição ao Vitória, é uma perda técnica para a competição, por que o Vitória é uma equipe de qualidade, também na Copa do Nordeste, por que caso se confirme essa punição o Vitória ficaria fora no ano que vem, para a competição é ruim. Agora o Bahia defende a legalidade, e na minha leitura houve um descumprimento ao regulamento”, começou Sant’Ana, que falou longamente sobre o assunto, defendendo a saída do maior rival.
“A transferência se dá entre o clube cedente, que é o Monterrey e o cessionário, que é o Vitória, para mim é uma situação muito clara”, continuou o presidente tricolor, afirmando até que foi procurado por outros dirigentes de clubes do Baianão para buscar a eliminação do rubro-negro. “Alguns outros clubes do interior entraram em contato comigo para me perguntar se eu tinha uma leitura semelhante, por que eles tinham essa leitura também”, disse.
Questionado se o Bahia iria buscar a eliminação do Vitória caso outras entidades não entendessem a situação como irregular, Sant’Ana deixou claro que o setor jurídico do Esquadrão deve mesmo entrar na luta para evitar que o Leão siga no Baianão, onde poderia encarar o tricolor na final.
“A gente vai aguardar as reações do Flamengo de Guanambi, que é o interessado direto dessa situação. Mas acredito que a própria procuradoria do tribunal e justiça desportiva também pode se pronunciar através de ofício.Só depois o Bahia vai decidir como se posicionar, se manifestar ou não, através de seu setor jurídico”, avisou.

Fonte: GO