Esporte News

Kieza critica Bahia, e vice-presidente rebate

A possível ida de Kieza para o Vitória ganhou mais um ingrediente entre a noite de domingo e a manhã desta segunda-feira. Por meio de sua conta no Twitter, o atacante criticou a postura da diretoria do Bahia enquanto ainda negociava com o Shangai Shenxin, clube que detinha os direitos do jogador. De acordo com ele, os tricolores não demonstraram coragem para mantê-lo no Fazendão.

Kieza critica Bahia, e vice-presidente rebate


A afirmação, em resposta a um comentário de um torcedor do Bahia, contradiz o que o próprio atacante disse em janeiro. Em uma carta de despedida do Tricolor, Kieza agradeceu à “diretoria todo o empenho que tiveram para me trazer e me manter no Brasil nas últimas temporadas”.

- Amigo, não tenho mais nada com time chinês. Sou jogador do SPFC, clube que teve coragem e acreditou no meu trabalho, tal coisa que o Bahia não teve e não quis...fique com Deus. Tudo de bom para você e todos os torcedores do Bahia. Levarei para sempre vocês no meu coração em forma de carinho e respeito, mas hoje estou em outro lugar, em outro clube, tentando fazer o meu trabalho e o meu melhor aqui - escreveu o jogador neste domingo.

A afirmação do atacante não caiu bem na cúpula tricolor. Na manhã desta segunda-feira, o vice-presidente Pedro Henriques rebateu as críticas.

- Só não é mais engraçado que surpreendente esse posicionamento de Kieza. Nos esforçamos ao máximo e fizemos proposta elevadíssima para mantê-lo aqui. Elevadíssima também foi a pedida salarial e de luvas do atleta. Que aceitamos, diga-se. E mais, posso afirmar que o Bahia seguia conversando com o SPFC, sempre demonstrando interesse no jogador. Essa postagem dele pareceu coisa encomendada de quem quer arrumar a cama para ir pra outro lugar - disse o dirigente.

Fonte:GE