Esporte News

Zé Chico e Jayro Miranda podem concorrer à presidência do Conselho Flu

Zé Chico e Jayro Miranda podem concorrer à presidência do Conselho Flu
As eleições para o Conselho Deliberativo do Fluminense ainda vão acontecer no mês de novembro, porém dois nomes do atual quadro diretivo surgem como concorrentes à presidência: Jayro Miranda, que há poucos dias deixou o Departamento Financeiro, e Zé Chico, que está à frente da diretoria de Futebol do tricolor feirense. Ambos já demonstraram disposição para encarar este desafio de substituir o atual presidente Fábio Lucena.

Jayro Miranda há pouco mais de um ano vinha atuando como diretor financeiro e teve como mérito mostrar muita organização durante o período que esteve no setor. A sua saída se deu pela incompatibilidade de tempo por não estar conseguindo mais conciliar as suas atividades profissionais com o trabalho no Touro do Sertão. “Apenas deixei o cargo por estas questões. A diretoria é unida e eu poderia continuar, mas diante desta situação preferi que fosse indicada outra pessoa e eu vou seguir ajudando clube de outra forma”, afirmou.

Miranda confirmou que existe da sua parte uma pré-disposição a concorrer a presidência do Conselho Deliberativo. “É um trabalho mais adequado para a minha situação atual e, além disso, tenho algumas ideias para movimentar nosso quadro de conselheiros. Se houver o entendimento por parte de todos que o melhor nome é o meu, vou concorrer sem problemas”, afirmou.

EXPERIÊNCIA

Outro nome forte que aparece como candidato é José Francisco Pinto, o Zé Chico, que atualmente ocupa o cargo de diretor de futebol. A seu favor, Chico tem a experiência de, por quatro anos – entre 2007 e 2011 – ter comandado o órgão no clube e feito um bom trabalho, demonstrando um grande poder de articulação.

Em principio, o dirigente não pensou nesta possibilidade, porém agora admite colocar o nome à disposição. “Ainda temos algum tempo para pensar e alinhavar as ideias, mas se for uma situação de consenso dentro do próprio Conselho Deliberativo vai colocar sim, meu nome à disposição porque quero seguir participando da vida do clube, a exemplo do que vem acontecendo no momento. Vamos analisar e ver o que devemos fazer”, declarou.

FONTE: Folha do Estado