Esporte News

Vitória e Bahia fazem clássico pela Segundona hoje no Barradão

A balança costuma ser um instrumento bastante sensível. Qualquer diferença de peso coloca o prato de um lado para baixo, enquanto o outro é elevado de imediato. Há algumas semanas, o equilíbrio do futebol baiano pendia em favor do Bahia. Campeão baiano e com jogadores em boa fase, o Tricolor se sobressaia no estado. O tempo foi essencial para fazer o Vitória voltar a ter estabilidade.

Vitória e Bahia fazem clássico pela Segundona hoje no Barradão

A crise que atingiu em cheio o clube no início da temporada parece ter dado uma trégua, e o time começa a dar resultados dentro de campo. O panorama que se forma para o primeiro Ba-Vi da Série B de 2015, neste sábado, às 16h30 (horário de Brasília), no Barradão, pela 10ª rodada, inclui dois times equivalentes. A balança não aponta favoritos, está com os dois lados iguais, à espera de um simples detalhe para pender em favor de Ba ou Vi.

O clássico deste sábado carrega consigo um tabu. O Bahia não vence o Vitória no Barradão desde 2011, quando bateu o rival por 3 a 2, na semifinal do Campeonato Baiano. O Rubro-Negro, por sua vez, venceu o maior rival em casa pela última vez em 2012, pelo placar de 3 a 2, na fase classificatória do estadual. O único confronto entre os dois times na atual temporada foi realizado no estádio, novamente pelo Baianão. O clássico terminou em 1 a 1, com gols de Neto Baiano e Maxi Biancucchi. O Bahia ainda teve Wilson Pittoni expulso na ocasião.

O primeiro Ba-Vi da Série B 2015 terá ainda a briga por posições na tabela de classificação. O Vitória, que ocupa a sexta colocação, encara a partida como oportunidade perfeita para voltar ao G-4. Para tanto, além de vencer o rival, é preciso torcer por um tropeço do Náutico, que encara o Oeste, ou do América-MG, que enfrenta Mogi Mirim. O Bahia está em situação mais favorável. É o terceiro colocado com 18 pontos e tenta se aproximar da liderança.

A partida terá trio de arbitragem da Bahia. Arilson Bispo da Anunciação apita o confronto, auxiliado por José Carlos Oliveira dos Santos e Jucimar dos Santos Dias.

Globoesportes