Esporte News

Bahia recebe o Papão precisando golear

É inegável que o Paysandu deu um passo largo a caminho das oitavas de final da Copa do Brasil quando venceu o Bahia por 3 a 0, na semana passada, no Mangueirão. Seria favas contadas a classificação dos paraenses? Longe disso. Embora tenha que vencer por quatro gols de diferença ou repetir o placar da partida de ida para levar a decisão para os pênaltis, o Tricolor já deu mostras ao longo da temporada de que o jogo só termina quando acaba, reproduzindo o dizer futebolístico que desafia a redundância. Baianos e paraenses decidem quem segue adiante no torneio nacional às 19h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira, no estádio de Pituaçu.  

Bahia recebe o Papão precisando golear

Basta voltar cerca de dois meses e meio no tempo para explicar por que o torcedor tricolor pode depositar suas esperanças no time de Sérgio Soares. Foi contra o Vitória da Conquista, nas finais do Campeonato Baiano, que o Bahia alcançou o maior feito da temporada até aqui. Depois de perder por 3 a 0 fora de casa, o clube baiano contou com o apoio da torcida para trucidar o adversário na Arena Fonte Nova: 6 a 0 e o título de campeão estadual.

Apesar da boa vantagem conquistada no jogo de ida, os jogadores do Paysandu descartam qualquer clima de favoritismo para a partida desta quarta-feira. Dado Cavalcanti confirmou apenas a entrada de Pablo na zaga, no lugar de Gualberto, suspenso. Nesta terça-feira a equipe bicolor fez um treinamento de dois toques no CT do Vitória. O time não fez nenhum trabalho tático, e por isso foi mantido o mistério da escalação.

Apita o duelo o paulista Flávio Rodrigues de Souza, auxiliado pelo sergipano Cleriston Cley Barreto Rios e por outro paulista, Daniel Paulo Ziolli, sendo os dois auxiliares aspirantes ao quadro da Fifa.

Globoesporte