Esporte News

Vitória vence jogo-treino contra o Jacuipense

Vitória vence jogo-treino contra o Jacuipense
O torcedor do Vitória teve neste sábado a primeira oportunidade de ver o time em ação. Nesta tarde, foi realizado um jogo-treino contra o Jacuipense, no Barradão. No placar, o resultado foi positivo. O Leão venceu de virada pelo placar de 2 a 1, com dois gols de Rogério. A torcida, no entanto, ficou com uma pulga atrás da orelha. Apesar do triunfo, o time de Ricardo Drubscky não se apresentou bem. Falhas na defesa e no ataque testaram a paciência dos rubro-negros, que ignoraram o curto período de preparação e chegaram a vaiar os jogadores.

Drubscky armou o Vitória com Gustavo; Nino, Maracás, Kadu, Mansur; Gabriel Soares, José Welison, Vander, Escudero; Willie e Neto Baiano. A equipe demorou para se encontrar e sofreu para conter o rápido ataque do Jacuipense. As jogadas pela esquerda funcionavam como válvula de escape para o Rubro-Negro, principalmente com Vander.

As duas melhores chances da primeira etapa surgiram com Neto Baiano. Na primeira, Willie driblou o goleiro rival e chutou cruzado, mas o camisa 9 não conseguiu completar a jogada. A segunda foi um clássico gol perdido. O camisa 1 do Jacuipense saiu mal do gol e deixou a bola nos pés de Neto, que, sozinho, chutou por cima da meta.

No segundo tempo, Drubscky deu chances para outros jogadores. Ednei, Saimon, Euller, Marcelo, Amaral, David, Mauri, Wellington, Léo Ceará e Rogério entraram em campo, mas a situação permaneceu inalterada. O Vitória encontrava muitas dificuldades para criar jogadas e sofria para impedir as investidas do ataque do Jacuipense, o que gerou protestos do torcedor.

As reclamações das arquibancadas aumentaram ainda mais quando Meidson chutou de fora da área e marcou para os visitantes. Logo em seguida, o Vitória teve a chance de empatar, mas Rogério sofreu pênalti e desperdiçou a cobrança. A redenção rubro-negra ocorreu juntamente com a do atacante. Rogério marcou dois gols e decretou a virada. O primeiro gol foi de cabeça, o segundo após um tiro de meta errado do Leão do Sisal.

A partida contou com uma ação social. Os ingressos para o jogo-treino custaram R$10, e todo valor arrecadado será doado para as Obras Sociais Irmã Dulce.

O goleiro Fernando Miguel não participou do trabalho. O jogador sofreu um trauma na região lombar, foi vetado pelo departamento médico e corre o risco de ficar fora da Super Copa Maranhão, torneio amistoso que será realizado na próxima semana.

Globo Esportes