Esporte News

Jacuipense vence o Campinense de virada e garante a vaga no mata-mata

Em um jogo que não faltou emoção do começo a fim, o Jacuipense recebeu o Campinense no Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana, e começou se complicando. Até os 33 minutos do segundo tempo, o time baiano perdia por 2 a 0, mas conseguiu três gols, virou o jogo, venceu e garantiu a classificação antecipada para a próxima fase da Série D. Já a equipe paraibana praticamente deu adeus às chances de vaga no mata-mata.

Jacuipense vence o Campinense

O Campinense marcou com Wanderley e Zé Paulo, mas viu Flávio fazer dois e Casa Grande completar a virada do Jacuipense. O time baiano chegou aos 13 pontos e não pode mais ser alcançado por dois adversários. Já o rubro-negro de Campina Grande se manteve com seis e precisa de uma combinação improvável para seguir na competição.

No próximo domingo, dia 14, o Rubro-Negro joga contra o Central de Caruaru. O confronto acontece, no Estádio Amigão, em Campina Grande. Já o Jacuipense encara o lanterna Baraúnas fora de casa no mesmo dia.

Wanderley marca golaço e coloca o Campinense na frente

Vindo de derrotas na rodada anterior, Jacuipense e Campinense começaram a partida buscando o caminho do gol. Necessitando da vitória, o time do estreante técnico Francisco Diá, tomou a iniciativa e teve uma falta a seu favor logo no primeiro minuto. Danilo Itaporanga alçou a bola na área, mas a defesa do Leão do Sisal afastou o perigo.

Aos oito minutos, o time baiano respondeu com Caíque. O lateral-direito cruzou, mas a bola acabou sendo desviada pelo zagueiro Edson Veneno. Em outra investida, os donos da casa quase marcaram. Após cobrança de escanteio, o goleiro Rodrigão fez uma grande defesa e evitou o gol. Passado o susto, a Raposa deu a resposta ao adversário e quase abriu o placar. Danilo Itaporanga recebeu bom passe de Zé Paulo pela direita e soltou a bomba. Para sorte do goleiro Jair, a bola acabou se perdendo pela linha de fundo.

Melhor estruturado em campo, o Campinense continuou insistindo na marcação do gol. E conseguiu aos 32 minutos. Wanderley cobrou falta despretenciosamente para a área e a bola acabou acertando o ângulo esquerdo do camisa 1 do Jacuipense. Empolgado, o time raposeiro quase marcou o segundo pouco depois. Edson Veneno aproveitou o erro na saída de bola do Jacuipense e mandou a bomba no ângulo de Jair. Desta vez o goleiro baiano fez uma excelente defesa. No finalzinho, o time baiano quase empatou o jogo. Na saida errada de bola do zagueiro Ítalo, o atacante Casa Grande mandou um belo chute no canto direito de Rodrigão, mas o goleiro do Campinense garantiu a vitória parcial para a Raposa.

Campinense amplia, mas Jacuipense melhora e vira

Os dois times voltaram para o segundo tempo com modificações. No Campinense, Diá reforçou ainda mais a defesa, colocando Gustavo em lugar do meia Dudu Medeiros. Já pelo lado do Leão, o técnico Ricardo Silva fez duas mexidas: Felipe e Neilson nos lugares de Caique e Daniel. Com a bola rolando para os 45 minutos finais, o time baiano partiu em busca do empate.

Na primeira investida, o meia Marcelo avançou pela esquerda, mas Edson Veneno acabou desarmando o adversário. Acuada na defesa, a Raposa cometeu duas faltas aos oito minutos. Para sorte do time, o Leão do Sisal não aproveitou nenhuma delas. Depois do susto, o Campinense partiu para o ataque. Em cobrança de falta, Silvio levantou na área baiana e a defesa salvou.

Aos 19 minutos, a equipe da casa fez a sua terceira e última alteração na tentativa de chegar ao empate: Naldo entrou em lugar de Edu. Mas foi o time visitante quem ampliou o placar. Silvio puxou o contra-ataque e serviu a Zé Paulo. O atacante dominou, driblou dois marcadores e chutou sem chances para o goleiro Jair, aos 25 minutos. Apesar da desvantagem no placar, o Jacuipense não se entregou. E conseguiu empatar a partida em quatro minutos. Flávio recebeu passe perto da área e descontou aos 33 minutos. Aos 37, Casa Grande aproveitou a sobra de bola do goleiro Rodrigão e empatou. Festa da torcida do time baiano, que se prolongou até aos 42 minutos, quando Flávio marcou o terceiro e garantiu a virada do Jacuipense.

Globo Esportes