Esporte News

Filipe Massa foi ao pódio pela 1ª vez desde 2013

 Numa corrida marcada por dois erros do alemão Nico Rosberg, Lewis Hamilton voltou a vencer na temporada 2014 da Fórmula 1. O inglês largou na frente neste domingo (07), perdeu a liderança na primeira volta e contou com as falhas do companheiro de equipe para retomar a ponta. A prova também foi marcada pelo desempenho do brasileiro Felipe Massa, que terminou em terceiro e foi ao pódio pela primeira vez desde maio de 2013.

 Filipe Massa foi ao pódio

Dono da pole position, Hamilton começou mal e teve de fazer corrida de recuperação. A reação dele foi facilitada pelo desempenho de Rosberg, que passou reto duas vezes em uma chicane – a segunda foi exatamente o momento em que Hamilton voltou à liderança.

A última vitória de Hamilton havia sido no dia 6 de julho, no Grande Prêmio da Inglaterra. O inglês agora tem 216 pontos no Mundial de pilotos e está mais perto de Rosberg, que chegou a 238.

Aliás, a prova deste domingo marcou a primeira dobradinha da Mercedes desde o GP da Áustria, no dia 22 de junho. Naquela prova, Rosberg venceu e Hamilton foi segundo.

Outro jejum que foi interrompido neste domingo foi o de Massa no pódio. O brasileiro não conseguia um lugar entre os três primeiros desde o Grande Prêmio da Espanha, no dia 12 de maio de 2013.

Hamilton não foi o único a largar muito mal no Grande Prêmio da Itália. Ele e Bottas tiveram inícios ruins e perderam muitas posições na primeira volta. Em compensação, Kevin Magnussen, que tinha o quinto lugar no grid, saiu de lá para brigar pela ponta.

Bottas, aliás, caiu da terceira para a 11ª posição após a largada. Hamilton, que teve problema com o ERS, perdeu potência e se tornou o quarto.

No entanto, Hamilton conseguiu se recuperar rapidamente. A ascensão do piloto britânico deixou clara a força de Mercedes e Williams no rápido circuito de Monza.

Além da recuperação de Hamilton, o primeiro trecho da prova foi marcado pelo bom desempenho de Felipe Massa. O brasileiro ultrapassou Magnussen, chegou ao segundo posto e chegou a cravar a volta mais rápida da prova na primeira volta em que teve pista livre.

Até esse momento, Rosberg tinha vida tranquila. No entanto, o alemão cometeu um erro, passou direto em uma chicane e permitiu aproximação dos rivais. A essa altura, Hamilton já era o mais consistente na pista.

Hamilton foi diminuindo gradativamente a diferença, a ponto de ter ficado a pouco mais de um segundo de Rosberg. Aí, o alemão errou novamente, passou direto na chicane mais uma vez e permitiu que o britânico voltasse ao topo.

Fora da briga pela ponta, dois aspectos chamaram atenção nesse momento. Bottas fez corrida de recuperação incrível, chegando ao quinto lugar, e Alonso abandonou por problemas mecânicos. Como piloto da Ferrari, o espanhol jamais havia ficado fora do pódio no Grande Prêmio da Itália.

Alonso, aliás, não deixava de completar uma prova desde a primeira etapa da temporada 2013. O espanhol da Ferrari fez 29 GPs desde então, e completou 28 na zona de classificação. "O carro perdeu temperatura e deixou de funcionar", explicou o piloto em entrevista à TV Globo.

Confira a classificação final do Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1:

1 Lewis Hamilton Mercedes – vencedor
2 Nico Rosberg Mercedes – + 3s1
3 Felipe Massa Williams – + 25s0
4 Valtteri Bottas Williams – +40s7
5 Daniel Ricciardo Red Bull Racing – +50s3
6 Sebastian Vettel Red Bull Racing – +59s9
7 Sergio Perez Force India – +62s5
8 Jenson Button McLaren – +63s0
9 Kimi Räikkönen Ferrari – +63s5
10 Kevin Magnussen Mclaren – +66s1
11 Daniil Kvyat STR – +71s1
12 Nico Hulkenberg Force India – +72s6
13 Jean-Eric Vergne STR – +73s0
14 Pastor Maldonado Lotus – +1 volta16
15 Adrian Sutil Sauber – 1volta14
16 Romain Grosjean Lotus – 1volta17
17 Kamui Kobayashi Caterham – 1volta18
18 Jules Bianchi Marussia – +1volta19
19 Esteban Gutierrez Sauber – +2voltas15
20 Marcus Ericsson Caterham – +2voltas22
Não completaram: Fernando Alonso (+25voltas) e Max Chilton (+48voltas)

Com Uolesportes