Esporte News

Juan perde pênalti e Vitória perde para o Flamengo

Juan perde pênalti
Em um jogo movimentado, com boas chances para as duas equipes, o Vitória acabou sendo derrotado pelo Flamengo por 2 a 1, em jogo válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro 2014. Com o resultado, o Leão da Barra segue na lanterna da competição nacional com apenas 15 pontos e 1 triunfo dentro do seu estádio. Já o Flamengo, chegou a marcar de cinco jogos sem perder no certame nacional.

Nos primeiros minutos, os cariocas pressionaram o Vitória, que não conseguia ter espaços para tocar a bola e sair para o jogo. Entretanto, já aos 2 minutos, o rubro-negro baiano saiu da marcação dos rivais e conseguiu criar o seu primeiro lance de perigo, quando Caio avançou pela intermediária e foi parado no último instante pelo adversário. A bola ainda sobrou para Dinei, que meio atrapalhado não conseguiu efetuar o chute ao gol. Equilibrando a partida, o Leão da Barra conseguiu trabalhar em contra-ataques, já que a defesa do Flamengo seguia avançada no meio-campo, mas não conseguia criar boas finalizações.

Tocando mais a bola, os baianos passaram a ditar o jogo e recuaram toda a equipe do Flamengo, que não apresentava reação sobre o domínio dos donos da casa. Porém, aos 14, os cariocas se aproveitaram de uma boa arrancada de Everton, que chutou cruzado e acertou a trave do Vitória, que respondeu logo em seguida em jogada de Caio, que acabou não sendo bem aproveitada por Dinei.

Com os anfitriões cada vez mais avançados, a equipe de Vanderlei Luxemburgo se concentrava mais nos contra-ataques e, aos 18, teve outra boa chance com Paulinho, que desperdiçou tentando colocar por cobertura na meta vitoriana. Cada vez mais fechado, o Flamengo prezava cada vez mais em roubadas de bola com velocidade para surpreender o seu rival. Aos 22, Alecsandro consegue um bom cruzamento pela direita e Paulinho tenta a bicicleta para o gol, mas acaba efetuando falta de ataque marcada pela arbitragem.

Com o jogo mais cadenciado, o Vitória passou a valorizar os lances de bola parada. Assim, aos 30, a bola foi lançada na pequena área carioca, que bateu cabeça e deixou a bola sobrando para Dinei. Entretanto, o atacante se atrapalhou e perdeu e não conseguiu completar para o gol. Logo em seguida, aos 31, o Flamengo respondeu de forma similar e não desperdiçou. Aos 31, Marcelo se aproveitou de escanteio e cabeceou para o fundo das redes do clube baiano.

Mesmo com a vantagem, o Mengo seguiu pressionando e teve uma boa oportunidade de ampliar o seu marcador com Alecsandro, que acabou sendo interceptado pela defesa do Vitória. Aos 37, o Vitória quase chegou ao empate em cobrança de falta de Ayrton, que ficou nas mãos de Paulo Victor. Entretanto, dois minutos depois, o Leão da Barra deixou tudo igual no Barradão. Depois de cobrança de lateral de Ayrton, Caio se livra da marcação de três jogadores e no bate-rebate encobre o arqueiro carioca.

Na segunda etapa, os visitantes foram os primeiros a chegar na meta rival. Aos 2 minutos, Márcio Araújo se aproveita de boa jogada da sua equipe, mas acaba chutando para longe do gol baiano. Depois disso, aos 5, o rubro-negro carioca teve mais uma chance de desempatar a partida com Márcio Araújo, que em uma primeira tentativa desviou para boa defesa de “Catito” Fernandez, que deixou a bola sobrando novamente para o atleta do Flamengo e fez outra bela interceptação de puro reflexo. O Vitória respondeu na mesma medida, e dessa vez foi a vez de Paulo Victor se destacar. Aos 7, Caio toca de cabeça e o goleiro do Fla defende com os pés.

Com muita velocidade, os dois clubes seguiam criando boas oportunidades de gol, com leve supremacia dos cariocas nas chegadas a meta adversária. Entretanto, no decorrer da fase complementar, os dois times acabaram caindo de produção e passaram a estudar o oponente em busca de uma falha para desempatar o confronto. Aos 22, Gabriel se livrou da defesa do Vitória e chutou forte, com a bola subindo demais e passando longe do gol do Vitória. Entretanto, logo após o lance, Richarlyson acabou colocando a mão na bola e o árbitro assinalou pênalti para os visitantes. Alecsandro fez boa cobrança e colocou a sua equipe mais uma vez a frente do placar.

Precisando reverter o marcador, a equipe de Ney Franco não conseguia furar a marcação dos cariocas. Porém, aos 31, em um erro muito parecido com o que ocasionou o pênalti para o Flamengo, o Vitória também conseguiu a marcação de um tiro livre para chegar ao empate. Na cobrança, Juan chutou mal colocado e Paulo Victor conseguiu fazer uma boa defesa para manter o resultado da partida.

Depois de perder a penalidade, o Vitória seguiu apático no restante da partida e não conseguia trabalhar a bola no setor do ataque. Já o time flamenguista quase chegou ao terceiro, quando Everton chutou perto da meta de Fernandez, passando perto do gol baiano. Com maior volume de jogo, os rubro negros mantiveram a bola no ataque e impediram o avanço do adversário, que não conseguia criar boas jogadas para empatar o confronto.

As duas equipes voltam a campo na próxima quarta-feira (3), onde atuam por campeonatos distintos e com situações bem diferenciadas. Enquanto o Flamengo recebe o Coritiba no Maracanã, precisando reverter a vantagem de 3 gols de diferença para avançar na Copa do Brasil, o Vitória joga mais uma vez dentro de casa, onde enfrentará o Sport Recife pela Copa Sul-Americana e precisa apenas de um empate para chegar a fase internacional da competição.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Brasileiro – 18ª rodada

Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 31 de agosto de 2014 (Domingo)
Horário: 18h30
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Gols: Marcelo (Flamengo), Caio (Vitória), Alecsandro (Flamengo)
Cartões Amarelos: Alecssandro (Flamengo), Everton (Flamengo), Wallace (Flamengo), Escudeiro (Vitória)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Alexandre Kleiniche (RS)

Vitória: Júnior Fernández; Ayrton, Luiz Gustavo, Roger Carvalho e Juan; Richarlyson, Luís Aguiar (Adriano), Escudero (Marcos Junio) e Marcinho; Caio (Willie) e Dinei. Técnico: Ney Franco.

Flamengo:  Paulo Victor, Leonardo Moura, Marcelo, Wallace e João Paulo; Victor Cárceres, Hector Canteros, Márcio Araújo (Gabriel) e Everton; Paulinho (Lucas Mugni) e Alecsandro 

Com Bahia Notícias