Esporte News

Jornais croatas reclamam do pênalti marcado pelo juiz, "Fomos roubados"

O gol da virada brasileira sobre a Croácia na partida de abertura da Copa do Mundo saiu em uma cobrança de pênalti feita por Neymar. Após a vitória da Seleção, a imprensa internacional deu o devido destaque para o atacante, mas não deixou de "cornetar" a arbitragem do japonês Yuichi Nishimura. Os jornais croatas criticaram a marcação de falta em Fred dentro da área e escreveram sobre o confronto colocando o “roubo” cometido pelo juiz em evidência. Os eternos rivais da Argentina também não perdoaram o time de Felipão.


Para o diário croata “Slobodna Dalmacija”, a vitória da Seleção aconteceu porque o “árbitro japonês roubou e ajudou o Brasil” a derrotá-los. O “24sata” seguiu o mesmo caminho ao dizer que “Neymar e o juiz bateram os croatas” e que os jogadores da “camisa quadriculada foram roubados”. Já o “Vecernji List” pouco reclamou e destacou que “não houve surpresa” e o Brasil venceu a Croácia, como já era esperado.

 O jornal argentino “Ole” não perdoou e ousou uma provocação: “Começou roubando”. Alguns dos principais diários europeus também seguiram essa linha. Para o italiano "Gazzeta dello Sport", o “gol da virada foi presente do árbitro”. Na Espanha, o “Marca”, de Madrid, escreveu: “Japonês Nishimura inventou um pênalti”.

Já o Mundo Deportivo, de Barcelona, preferiu enaltecer a boa atuação do craque do clube catalão: ”Neymar decide na estreia do Brasil”. Na França, o camisa 10 da Seleção também foi o destaque do “L’Équipe”: “Neymar já salva o Brasil”

Globo Esportes