Esporte News

Formula 1: Ricciardo vence a 1ª; Massa bate forte no final

Daniel Ricciardo conquistou nesse domingo, no Canadá, sua primeira vitória na Fórmula 1 com uma ultrapassagem na penúltima volta sobre Nico Rosberg, se aproveitando de um problema de potência dos carros da Mercedes.
Felipe Massa brigava por uma posição no pódio no final com Sebastian Vettel e Sergio Pérez e acabou batendo no mexicano e e chocou com força no muro da curva um.

As últimas voltas do GP do Canadá tiveram muito disputa nas cinco primeiras colocações, resultando em uma das melhores corridas da temporada. Lewis Hamilton já tinha abandonado no 47º giro da prova e Rosberg, também com problemas, se mantinha à frente de Pérez, Ricciardo, Vettel e Massa, todos muito próximos e atacando e se defendendo o tempo todo.

Formula 1: Ricciardo vence a 1ª; Massa bate forte no final
O australiano da Red Bull partiu para o ataque nas cinco voltas finais, passando o mexicano da Force India e indo para cima de Rosberg. Ele conseguiu tomar a ponta a duas voltas do final, usando a asa móvel, na freada da chicane que leva para a reta de chegada.

 Mais atrás, Pérez, com problemas nos freios tentava segurar Vettel e Massa. O alemão conseguiu a ultrapassagem no mesmo ponto em que Ricciardo passou Rosberg. Massa tentou fazer a manobra logo em seguida, na reta dos boxes, mas abacou acertando a traseira da Force India e os dois foram para o muro.

Com o acidente, o safety car entrou na pista na última volta, garantindo a vitória de Ricciardo, com Rosberg em segundo e Vettel completando o pódio.

Essa é a primeira vitória do australiano na Fórmula 1, logo em sua primeira temporada na equipe Red Bull, acabando também com a sequência de seis triunfos consecutivos da equipe Mercedes. Mesmo em segundo, o resultado também não foi dos piores para Rosberg, já que, com problemas de motor desde da metade, ele somou 18 pontos no campeonato e abriu 22 para Hamilton na disputa interna pelo título.

A corrida, por sinal, já começou com uma dividida entre os dois pilotos da Mercedes na largada. Rosberg tracionou menos do que o companheiro, mas manteve a linha de dentro na curva um e travou sua roda dianteira esquerda para manter a ponta. Ele ainda espalhou para cima do inglês, que saiu do traçado, passando com duas rodas na grama, e a perdeu a segunda posição para Vettel.

Assim que a asa móvel foi liberada, no entanto, Hamilton fez a ultrapassagem de forma tranquila sobre o alemão da Red Bull e partiu para cima do companheiro. Após a primeira troca de pneus, ele encostou e passou a pressionar Rosberg, que cometeu um polêmico erro ao passar reto na última chicane do circuito, conseguindo abrir uma pequena vantagem e evitando o ataque. O lance chegou a ser investigado pelos comissários, que apenas deram uma advertência ao piloto da Mercedes.

Enquanto isso, Massa era obrigado a fazer uma corrida de recuperação por causa de um problema em seu pitstop, em que fez ele cair para a 12º posição. Aproveitando a potência de seu motor Mercedes, ele fez algumas ultrapassagens e se manteve mais tempo na pista, subindo para terceiro.

Na frente, Rosberg e Hamilton começaram a perder rendimento, com problemas na unidade de potência. O brasileiro passou a tirar cerca de dois segundos por volta e assumiu a ponta quando a dupla da Mercedes parou para a segunda troca de pneus, liderando por cinco voltas, até a 49, quando também precisou ir para o pit.

Rosberg e Hamilton se mantiveram na frente, mas passaram a ver Pérez, seguido pelas duas Red Bulls, se aproximarem. Massa caiu para sétimo, mas logo se livrou de Bottas e Hulkenberg, e começou a se aproximar no pelotão da frente.

Após chegar a ficar lado a lado com Rosberg, Hamilton abandonou com problemas nos freios. Rosberg passou a tentar administrar a ponta, já com uma fila de carros do segundo ao quinto colocado atrás.

As dez últimas voltas se transformaram em uma grande disputa entre estes cinco, até que Ricciardo assumiu uma postura mais agressiva, fazendo as ultrapassagens para vencer a prova.

Resultado final do GP do Canadá:

1. D. Ricciardo (AUS/Red Bull-Renault), 70 voltas em 1h39min12s830
2. N. Rosberg (ALE/Mercedes), a 4s200
3. S. Vettel (ALE/Red Bull-Renault), a 5s200
4. J. Button (ING/McLaren-Mercedes), a 11s700
5. N. Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes), a 12s700
6. F. Alonso (ESP/Ferrari), a 14s700
7. V. Bottas (FIN/Williams-Mercedes), a 23s400
8. J. Vergne (FRA/Toro Rosso-Renault), a 27s700
9. K. Magnussen (DIN/McLaren-Mercedes), a 28s900
10. K. Raikkonen (FIN/Ferrari), a 53s300
11. S. Perez (MEX/Force India-Mercedes), a 1min36s500
12. F. Massa (BRA/Williams-Mercedes), a 1 volta
13. A. Sutil (ALE/Sauber-Ferrari), a 1 volta
14. E. Gutierrez (MEX/Sauber-Ferrari), a 1 volta

Abandonaram:

R. Grosjean (FRA/Lotus-Renault), na volta 59
D. Kvyat (RUS/Toro Rosso-Renault), na 48
L. Hamilton (ING/Mercedes), na 46
K. Kobayahsi (JAP/Caterham-Renault), na 23
P. Maldonado (VEN/Lotus-Renault), na 22
M. Ericsson (EUA/Caterham-Renault), na 7
M. Chilton (ING/Marussia-Ferrari), na 1ª
J. Bianchi (FRA/Marussia-Ferrari), na 1ª

Uol esportes