Esporte News

Bahia tenta ampliar série invicta contra o Vitória

 O adversário dispensa apresentações. Nada mais, nada menos, que o principal rival: Vitória. Neste domingo (11), no quinto clássico estadual do ano, o Bahia entra em campo em busca da uma vaga no G4 do Brasileirão, a partir das 18h30, na Arena Fonte Nova.

A partida entre os dois maiores clubes do estado, para o Bahia, tem outros significados. Quando a bola rolar o esquadrão vai tentar ampliar a sequência de jogos sem perder para o rubro-negro, que atualmente está em sete confrontos. Não para por aqui. O técnico Marquinhos Santos, assim como o clube, tem uma marca favorável a ser defendida durante os 90 minutos. Desde que chegou ao Bahia o treinador participou de quatro clássicos, venceu duas vezes e empatou as outras duas.

Se olharmos para competição, o Bahia vai em busca do terceiro triunfo consecutivo que lhe proporcionaria uma vaga entre os quatro primeiros colocados, além de ampliar o período sem perder para cinco partidas.

A tarefa que seria complicado ganhou doses a mais de dificuldades no decorrer da semana. O meia Lincoln, na quarta-feira (7), sofreu uma grave lesão no joelho direito e ficará fora dos gramados por cerca de 45 dias. O substituto será o paraguaio Wilson Pittoni.

A segunda ausência está no ataque, e a mais importante. O atacante Rhayner, com fratura na vértebra, também só retorna ao time depois do período destinado à disputa da Copa do Mundo. Quem entra na sua vaga, porém, não foi divulgado.

O meia Branquinho é o principal favorito, mas o atacante Henrique também está na disputa pela vaga.

FICHA TÉCNICA:
Série A – 4ª rodada
Bahia x Vitória
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Horário: 18h30
Data: 11/05/2014
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Fábio Pereira (TO).

Bahia: Marcelo Lomba; Roniery, Demerson, Titi e Pará; Fahel, Uelliton, Maxi Biancucchi, Pittoni e Branquinho (Henrique); Talisca. Técnico: MArquinhos Santos.

Vitória: Wilson; Ayrton; Dão, Rodrigo Defendi e Juan; Luiz Gustavo, José Welison e Hugo; Marquinhos, Caio e Souza. Técnico: Ney Franco.