Esporte News

Em nota, Bahia garante que não vai incentivar 'invasão tricolor' ao Pituaçu

Através das redes sociais, empolgados com o triunfo no primeiro clássico da decisão, torcedores do Bahia espalharam a ideia de criar uma ‘invasão’ ao Estádio de Pituaçu no próximo domingo (13), no segundo e decisivo jogo da final do Campeonato Baiano.

A ideia dos tricolores seria, além de esgotar a carga de 3.200 ingressos destinados aos visitantes, adquirir os bilhetes de entrada para o setor onde ficarão os torcedores do rubro-negro.  O movimento incomodou a diretoria do Vitória que, poucas horas depois, emitiu uma nota oficial direcionada à Polícia Militar para informar sobre o caso.

O Bahia, nesta quarta-feira (9), também resolveu se manifestar sobre o assunto. Agradeceu o apoio dos tricolores, lamentou o pequeno espaço destinado à torcida visitante, mas se posicionou contra a uma possível ‘invasão tricolor’ em Pituaçu.

A diretoria tricolor, inclusive, revela que solicitou ao Vitória, antes do primeiro jogo, que a capacidade dos dois estádios, Fonte Nova e Pituaçu, fossem divididos em 60% para o mandante e 40% para o visitante. Proposta não aceita pelos rubro-negros.

Confira parte da nota:

“1- O Esporte Clube Bahia exalta, agradece e compreende o esforço de seu torcedor em comparecer à finalíssima de domingo, quando menos de 3.500 ingressos serão destinados à Nação no estádio de Pituaçu, em prejuízo de milhões de fieis seguidores da equipe. Porém, não estimulamos o que já se passou a chamar de “Invasão Tricolor”, movimento espontâneo originado nas redes sociais para a compra de entradas do rival, mandante do jogo e dono de 90% da carga de bilhetes. Já nos manifestamos sobre o assunto com o Sr. Secretário de Segurança Pública do Estado da Bahia, Mauricio Barbosa, e serão tomadas medidas para garantir a segurança de todos os tricolores.
1.1 A diretoria do Esquadrão de Aço aproveita para lamentar não ter sido acatada a proposta de uma divisão mais equilibrada das torcidas, com 60%-40% nas duas partidas decisivas...”