Esporte News

Vitória vence o Botafogo/BA na estreia no Baianão 2013

Marcelo Nicácio, com cinco gols, foi o artilheiro do Vitória na Copa do Nordeste. Agora, pelo Campeonato Baiano, o camisa 9 fez questão de mostrar que o faro de gols continua o mesmo. Notícia ruim para os adversários. Na tarde deste sábado (16), logo na estreia do leão no estadual, o camisa 9 marcou três vezes e comandou o triunfo rubro-negro sobre o Botafogo por 3 a 1.
 
Na segunda rodada, agora fora de casa, o Vitória enfrenta o Juazeiro no próximo domingo (24), às 16h, no Estádio Adauto Moraes.

Vitória sai na frente
O início de jogo, apesar de morno, mostrou um Botafogo disposto a segurar o Vitória marcando sob pressão, sem dar espaços. A tática deu certo, mas por muito pouco tempo, até os 13 minutos. Logo aos 5, Maxi Biancucchi fez boa jogada e chutou cruzado. O goleiro Victor, com os pés, evitou o que seria o primeiro gol do jogo. O gol rubro-negro saiu aos 13 minutos.

Marcelo Nicácio faz três
O argentino apareceu mais uma vez na partida e deixou Marcelo Nicácio na cara do gol. O centroavante só teve o trabalho de bater colocado e abriu o placar: Vitória 1 a 0. O Botafogo esboçou uma reação pouco depois, aos 17 minutos. O lateral-direito Dimas, que pertence  ao leão, arriscou de longe e acertou a trave. Não passou de um susto. Aos 23, Mansur tabelou com Marcelo Nicácio e foi derrubado na grande área. Marielson Alves não titubeou e marcou pênalti. Marcelo Nicácio cobrou, sem dar chances ao goleiro Victor, e ampliou o marcador.

Não é piada. Aos 13, o primeiro. Aos 23, o segundo e, aos 33, o terceiro dele no Barradão. Marcelo Nicácio aproveitou o cruzamento na área e, de cabeça, determinou o início da goleada rubro-negra.

Botafogo diminui
Apesar do placar, um jogador do Botafogo se destacou. O atacante William Henrique se movimentou, buscou o jogo e quase marcou aos 40. Finalizou de fora, mas a bola desviou na defesa. Pouco depois, aos 43, ele não desperdiçou e diminuiu o placar. Vitinho foi derrubado na grande área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o camisa 10 descolocou Deola e recolocou o Botafogo no jogo.

Segundo tempo
A primeira oportunidade da segunda etapa foi criada pelos visitantes. Após contra-ataque, o atacante Keno ficou de frente para o goleiro Deola e finalizou. O goleiro defendeu, mas deu rebote. Na sobra, o jogador botafoguense finalizou e o zagueiro Gabriel Paulista, quase em cima da linha, evitou o que seria o segundo gol do Botafogo.
 
O Vitória, logo em seguida, teve duas chances de ampliar o placar. A primeira, aos 15 minutos, saiu dos pés do argentino Escudero. O meia bateu de primeira da entrada da área e, se não fosse o desvio do volante Totinga, marcaria o quarto do leão. Aos 17, depois do cruzamento de Renato Cajá, foi a vez do jovem Alan Pinheiro. O camisa 17 subiu sem marcação e testou para boa defesa de Victor, colocando a bola para escanteio.

O 'atacante' Luis Alberto
Com a vantagem no placar, o Vitória puxou o freio de mão. Só voltou a assustar o Botafogo, aos 28 minutos. Após cruzamento, que passou por toda grande área, a bola sobrou nos pés do volante Luis Alberto. De esquerda, ele pegou em cheio e obrigou uma boa defesa de Victor. Dois minutos depois, aos 30, o volante apareceu bem mais uma vez. Luis Alberto bateu de fora da área e o camisa 1 botafoguense se esticou todo, desviando para escanteio.

No fim da partida, aos 45, o meia Cáceres quase marca o quarto. O paraguaio bateu de fora e a bola passou muito perto do gol de Victor.
 
FICHA TÉCNICA
Campeonato Baiano
Vitória x Botafogo-BA 
Local: Estádio de Barradão (Salvador).
Data: sábado, 16 de março de 2013.
Árbitro: Marielson Alves Silva 
Auxiliares: José Raimundo Dias Hora e Dijalma Silva Ferreira Júnior.
Gols: Marcelo Nicácio (Vitória) / William Henrique (Botafogo)
 
Vitória: Deola, Nino Paraíba, Gabriel Paulista, Cardoso e Mansur; Michel (Gabriel Soares), Luís Alberto, Escudero e Renato Cajá (Cáceres); Maxi Biancucchi (Alan Pinheiro) e Marcelo Nicácio. Técnico: Caio Júnior.
 
Botafogo-BA: Victor; Dimas, Xavier, Gusmão (Adauto) e Jéferson; Totinga, Jeancarlos (Iuri), Ramon e William Henrique (Diego); Keno e Vitinho. Técnico: Ricardo Silva.
 
Por: Bahia Notícias