Esporte News

Presidente luta para o Vitória da Conquista ser a terceira força baiana

O Fluminense de Feira foi o último time do estado que chegou a se consolidar como terceira força do futebol baiano, porém nos anos 90 e 2000 acabou perdendo o status e o lugar ficou vago. Equipes como Colo-Colo, Atlético e Madre de Deus pintaram como possíveis candidatos, mas atualmente o Bahia de Feira e o Vitória da Conquista são cotados como terceira força do estado devido a organização interna, estrutura e bons elencos.

O presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues, reforça que Bahia de Feira e Conquista surgem como grandes candidatos a ocupar a vaga de terceira força do futebol baiano. “Sempre tem se colocado o Bahia de Feira e o Vitória da Conquista devido aos trabalhos mais nítidos que a gente vem observando. Tudo que for possível eles tem que fazer para pegar este título de terceira força que está faltando”, disse ao Galáticos Online.

Ednaldo Rodrigues explica o que uma equipe precisa fazer para se tornar a terceira força do Baiano. “É necessário ter, já tivemos algumas forças, mas tiveram mutações de um ano para outro, e é preciso ter uma consolidação, mas para isso tem que ter organização, aplicar o profissionalismo acima de tudo, dentro e fora de campo. A gente espera que isso possa acontecer logo agora”, comentou.

Sabendo do reconhecimento da FBF, o presidente do Conquista, Ederlane Amorim, admite que o trabalho vem sendo realizado e o que o clube está alcançando seus objetivos, mas o clube só tem apoio no primeiro semestre. “O trabalho vem sendo realizado. Futebol é investimento, é estrutura, mas no segundo semestre o apoio aqui desaparece, não há subsidio algum, esse é o nosso maior problema, mas o projeto é sólido e se sustenta”, disse ao Galáticos Online.

Mesmo sendo da cidade de Vitória da Conquista o presidente garante que não recebe apoio da prefeitura. “Não existe apoio municipal e olha que representamos a cidade na série C em 2008, série D em 2011, 2012 e 2013, estaremos na Copa do Brasil esse ano, na Copa do Nordeste em 2014. Somos tricampeões da Copa Estado, com participação nas quatro finais das quatro edições, uma final do baiano em 2008, além da semifinal do baiano em 2012, enfim, o resultado está ai e o apoio é nenhum, apenas o torcedor e alguns empresários do local”, concluiu.

Fonte: Galaticos Online