Esporte News

Vitória vence o ASA em 2 X 1 pelo Nordestão

Uma estreia para ninguém botar defeito. Contratado para ser o maestro rubro-negro, o meia Renato Cajá mostrou o cartão de visitas neste domingo (27), no Barradão, e mostrou porquê foi contratado. Com dois gols, o camisa 10 foi o nome do jogo no triunfo sobre o ASA de Arapiraca, por 2 a 1, mantendo o leão com 100% de aproveitamento.
 
Na próxima rodada, desta vez em Arapiraca, Vitória e ASA se encontram mais uma vez, pela quarta rodada da Copa do Nordeste, às 21h15.
 
Cajá estreia com tudo e marca dois
 
Dez minutos. Este foi o tempo suficiente para o meia Renato Cajá, estreante da tarde, mostrar serviço. Aos 10, o volante Neto Coruja avançou pelo lado direito e cruzou rasteiro. Marcelo Nicácio furou, mas, para sorte do leão, o camisa 10 apareceu como homem surpresa e abriu o placar. Vitória 1 a 0. O maestro se empolgou. Aos 18, Cajá fez linda jogada, passou por dois adversários, mas, na hora do arremate, foi travado pelo goleiro Gilson. Só dava Vitória.
 
Aos 27, os papéis se inverteram. Marcelo Nicácio fez a função de meia e fez um lindo lançamento para Renato Caja, dentro da grande área. De primeira, o camisa 10 encheu o pé e marcou o segundo gol na estreia. O segundo tento acomodou o leão.
ASA diminui
 
O ASA, após escanteio, quase descontou. O atacante Rodrigo Dantas cabeceou e o goleiro Deola espalmou para escanteio, na sua primeira intervenção no jogo. Porém, antes do intervalo, o time alagoano diminuiu o placar. De falta, aos 39, o lateral Chiquinho bateu forte e contou com o desvio na barreira, matando Deola. Vitória 2x1 ASA. Pouco depois, com Marcelo Nicácio, o rubro-negro teve a chance de ampliar. O goleiro Gilson se bateu com o defensor Edson Veneno, deixando a bola nos pés do camisa 9. O centroavante finalizou, mas Tiago Garça salvou em cima da linha.

Segundo tempo fraco
 
O ímpeto do Vitória no segundo tempo foi abaixo do esperado. Acomodado, até os 20 minutos, o time baiano caiu de produção e se preocupou apenas em controlar o resultado. Bom para o time alagoano. Um pouco mais ofensivo, no quesito posicionamento, o ASA começou a gostar. No entanto, a qualidade técnica deixou a desejar. Tanto é que até os 25 minutos foi apenas um lance de perigo. Aos 14, o meia Didira arriscou de fora e o goleiro Deola segurou.

 
Nos dez minutos finais, com o desespero do ASA em buscar o empate, o Vitória teve uma tímida melhora. Aos 35, Marcelo Nicácio apareceu livre de marcação na grande área. Mas, na hora do domínio, errou feio e desperdiçou o passe. Pouco depois, o camisa 9 finalizou e o goleiro Gilson pegou.
Final quente
O grande lance da fraca segunda etapa aconteceu aos 43. Didira invadiu na grande área e tocou na saída de Deola. Caprichosamente, a bola saiu pela linha de fundo, para sorte do Vitória. Depois deste lance, aos 46, o Vitória teve duas boas chances. Alan Pinheiro bateu e o goleiro Gilson espalmou. No escanteio, o jovem centroavante teve outra oportunidade e acertou o peito do zagueiro.
 
FICHA TÉCNICA
Campeonato do Nordeste
Vitória x Asa 
Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA).
Data: domingo, 27 de janeiro.
Árbitro: Clizaldo Maroja Di Pace França (PB).
Assistentes: Luís Filipe Gonçalves Correa (PB) e Oberto da Silva Santos (PB). Gols: Renato Cajá (Vitória) / Chiquinho (ASA)
 
Vitória: Deola; Dimas (Nino Paraíba), Gabriel Paulista, David Braz e Mansur; Rodrigo Mancha, Neto Coruja, Mineiro (Fernando Bob) e Renato Cajá; Marquinhos (Alan Pinheiro) e Marcelo Nicácio. Técnico: Caio Júnior.
 
Asa: Gilson; Osmar, Tiago Garça, Edson Veneno e Chiquinho (Felipe); Basílio, Cal (Geovane), Marcus Vinicius e Didira; Rodigo Dantas (Thallyson) e Léo Gamalho. Técnico: Leandro Campos.
 
Por: Bahia Notícias