Esporte News

Bahia com Magno e Souza no ataque

Foram mais de dez dias de pré-temporada no Fazendão sem nenhum esboço do time de 2013, mas acabou o mistério. O técnico Jorginho, enfim, definiu o Bahia para a partida de sábado, às 18h30, contra o Itabaiana, em Pituaçu. É a estreia na Copa do Nordeste.

A princípio, as novidades se resumem ao setor ofensivo. Com a saída de Gabriel, vendido ao Flamengo, o novo companheiro de Souza no ataque é Magno. Quem? Ele mesmo. Emprestado ao Ceará para a disputa da Série B no ano passado, o jogador está de volta ao tricolor e, de cara, terá nova função dentro de campo.

"Faltava ambição de minha parte pra chegar mais perto da área. O objetivo agora é sempre estar mais próximo. Espero fazer muitos gols com a camisa do Bahia", diz Magno que, em 30 jogos pelo clube, fez somente três gols. "Sei que ainda não correspondi à expectativa do torcedor, mas tenho muito a dar pelo time", completa.

A entrada de Magno não foi a única modificação de Jorginho no time para esse primeiro momento. Aos 18 anos, o meia Talisca, recém-promovido ao profissional, já chega com a responsabilidade de ser o armador no lugar do experiente Zé Roberto. "O treinador me deu essa chance e não quero desperdiçar. Estou muito feliz", afirma.

O companheiro de Talisca no setor de criação é o pentacampeão mundial Kléberson. O jogador ganhou a oportunidade entre os titulares, principalmente, pelas bolhas no pé de Hélder. O problema do volante fez ele perder boa parte dos treinamentos e, por isso, Kléberson tomou a vaga. Ao contrário do ano passado, ele agora atuará mais avançado, aberto pela direita.

Mesma base - Se do meio pra frente o time teve mudanças, os homens de trás permanecemos mesmos. A única diferença é que os volantes Fahel e Diones agora formama 'linha' de dois jogadores à frente da zaga. Em 2012, eles atuavam em um formato de losango, com o trio sendo completado por Hélder. Marcelo Lomba, Neto, Danny Morais, Titi e Jussandro formam a defesa.

No treino de quarta-feira (16), o coletivo terminou 0x0, mas, apesar do placar em branco, o time titular teve boas chances de marcar. Magno e Talisca se destacaram, sempre com bons chutes a gol. Nomes como Jéferson,
Ítalo Melo e Zé Roberto, fortes candidatos a uma vaga entre os 11, participaram sem muito destaque no time reserva.

Dos três novos contratados, apenas o zagueiro Brinner deve ficar como opção no banco de reservas. O goleiro Douglas Pires será o terceiro reserva, já que Omar, de contrato renovado até dezembro de 2015, é o reserva imediato da posição. O atacante Thuram, pelo visto, ainda vai demorar para conseguir espaço. Como ataque reserva formado por Ítalo Melo e Zé Roberto, o atleta, que disputou a Série C 2012 pela Chapecoense, fez só um treino de finalizações em separado.

Por, Ibahia