Esporte News

Presidente do Bahia faz crítica às cotas televisivas


 O ano de 2013 começou nesta quarta-feira para o Bahia. Ao lado do gestor de futebol Paulo Angioni e do vice-presidente jurídico, Ademir Ismerim, o presidente Marcelo Guimarães Filho concedeu entrevista coletiva no período da manhã para apresentar dados referentes aos quatro últimos anos de gestão do clube tricolor.

Entre os assuntos, Marcelo Guimarães chamou a atenção – assim como já havia feito o técnico Jorginho – para a disparidade financeira que existe entre o Bahia e as equipes que fazem parte do ‘primeiro escalão’ em cotas televisas.

De acordo com o mandatário tricolor, o clube baiano, que recebe pouco mais de R$ 30 milhões não deve nada ao Botafogo, por exemplo, que recebe entre R$ 40 e 60 milhões.

“Não devemos em nada ao Botafogo quando se trata de marca, torcida ou patrimônio, Nós temos um estudo, que nós contratamos, mostrando isso. Nós, hoje, temos portas abertas com todos. Por isso vamos lutar para botar o Bahia no grupo que achamos coerente”, disse o presidente.

Antes de tocar neste assunto, Marcelo Guimarães Filho já havia citado alguns pontos positivos obtidos no início da sua gestão e que ajudaram o Bahia a resgatar uma imagem que estava desgastada há pouco tempo atrás.

“A marca estava sem prestigio. Era preciso resgatar a imagem do Bahia no mercado para depois ter patrocinadores que pudessem apostar no Bahia. Hoje, por exemplo, nós temos um ônibus o que nunca tivemos”, completou.

Fonte: Uol