Esporte News

Ferreira novo presidente do Atlético-BA

 O ex jogador e treinador de vários clubes brasileiros, José Aparecido Ferreira dos Santos, o Ferreira, 44 anos, foi eleito na noite de ontem por aclamação o novo presidente do Alagoinhas, equipe de futebol da primeira divisão do campeonato baiano.

O evento aconteceu numa sala da Biblioteca Municipal e foi conduzido pelo presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Torres, e na presença de vários ex diretores, do ex presidente Raimundo Queiroz, membros das torcidas organizadas, do vereador eleito Jenser Sousa (PMDB), da imprensa local e vários torcedores
 
Ferreira tem grande parte de sua história ligada ao Alagoinhas, time que o projetou para o futebol em 1988. Ele terá como vice o engenheiro e desportista Edvan Dias de Assunção, que garantiu que vai se empenhar para dar ao clube o status que ele merece. Ferreira sabe dos desafios que tem pela frente, pois vai assumir um clube sem recursos, sem patrimônio e à véspera de um campeonato que vai começar, o Baianão 2013.

Além de ter sido campeão baiano pelo Colo-Colo em 2006, Ferreira traz no currículo uma bagagem de experiência importante, tendo atuado como jogador e técnico de clubes em várias partes do Brasil, a exemplo do Bragantino, Vitória, Fluminense de Feira, Camaçari, Catuense, Caldense, ABC, e CRB, além do próprio Atlético de Alagoinhas. Como técnico ele atuou pelo Colo-Colo, de Ilhéus, campeão em 2006, Itabuna, Vitória da Conquista, Confiança e Mapapaense. Ferreira é casado, tem dois filhos e mora em Alagoinhas.

Ferreira fala dos desafios que tem pela frente
 
Num rápido pronunciamento, o novo presidente empossado do Alagoinhas resumiu um pouco do que pretende fazer á frente da direção do clube. Amanhã (quinta-feira, ele viaja para Salvador acompanhado do ex presidente Raimundo Queiroz, para apresentar-se ao presidente da Federação Baiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues. Além disso ele vai dar encaminhamento ao atos protocolares para inscrição da equipe alagoinhense no campeonato baiano de 2013, cujo início está marcado para 20 de janeiro.

Dentre os desafios apontados por Ferreira é sanear financeiramente o clube. Para isso pretende buscar o apoio da cidade, do empresariado, e, principalmente, do torcedor. A instituição de um projeto de sócio-torcedor não está descartado. A criação do Museu do clube também não está descartado, pois a memória do Atlético não está registrada na principal praça esportiva da cidade, o estádio Antônio Carneiro, o Carneirão. A identificação de atletas com potencial nos diversos municípios da região de Alagoinhas é uma das metas, Olheiros, peneiras e visitas aos municípios vão marcar esse trabalho.
 
Informações: Futebol Interior