Esporte News

Vitória permite empate do Joinville

O Vitória enfrentou o Joinville na tarde deste sábado (17) e adiou mais uma vez o acesso à primeira divisão. Após muito sufoco nesta reta final de competição, o rubro-negro permitiu o empate do Joinville nos minutos finais e deixou para definir o seu futuro na última rodada. Com o empate, o time baiano não conseguiu subir, por conta do resultado do jogo do São Caetano.

Com uma faixa trazendo os dizeres “Alex Alves, um nome na história” como homenagem ao ex-atacante Alex Alves, formado nas categorias de base do clube, que morreu na última quarta-feira (14). Foi assim que o rubro-negro entrou em campo diante do time catarinense. Com um bom futebol na primeira etapa, o time baiano não conseguiu manter o resultado e, após desatenção da sua defesa, sofreu o empate.

Com o resultado, o Vitória chegou aos 70 pontos, ocupando a quarta posição na tabela.

Primeiro tempo, primeiro passo


Logo nos primeiros minutos de jogo, o Vitória partiu para cima e tentou pressionar o time catarinense, mas encontrou dificuldade para passar pelo goleiro Ivan, que se mostrou bastante ousado durante a partida.

O Joinville, no entanto, não ficou apático em campo. Mesmo sem chances de subir, nem ser rebaixado, os donos da casa aproveitaram bem as oportunidades de contra-ataque que tiveram para atacar pelas brechas deixadas pela zaga rubro-negra.

Aos 11 minutos, Gilson cometeu uma falha e Eduardo roubou a bola, cruzando na linha de fundo para Lima que, de letra, quase marcou o primeiro gol do jogo. Na sequência, foi a vez de o Vitória aproveitar uma boa oportunidade. Nino cruzou dentro da área e Willie chutou de primeira, mas a bola tocou na rede pelo lado de fora.

A partida chamou a atenção pela euforia das duas equipes, que a todo instante tentavam atacar, sem muita cautela com a defesa. A duas equipes, no entanto, cometeram muitas falhas na finalização.
Com o Joinville menos ativo em campo, quem se impôs foi o Vitória. Aos 27 minutos, William avançou pela ponta esquerda e mandou um chute antes da chegada do goleiro Ivan. Rasteira, a bola correu pela frente do gol e entrou, sem chances para a defesa do Joinville, que não conseguiu chegar a tempo para evitar o gol. Na comemoração, William imitou um gingado de capoeira, em homenagem a Alex Alves, que costumava comemorar seus gols assim.

Após o tento, o jogo ficou menos movimentado. O Vitória adotou uma postura mais cautelosa, enquanto o Joinville não conseguia se impor em jogo. Apenas aos 40 minutos o jogo voltou a ter um lance de perigo, o último do primeiro tempo, com Glaydson chutando de fora da área, para a defesa no ângulo de Deola.

Intervalo

No intervalo de jogo, jogadores de Joinville e Vitória esboçaram reações completamente diferentes. Enquanto os donos da casa demonstraram preocupação e garantiram que o jogo estava muito difícil, por conta da defesa rubro-negra estar muito bem plantada, os visitantes só demonstravam foco e vontade de comemorar logo o acesso.

Responsável pelo primeiro gol do Vitória na partida, William comentou sobre o resultado parcial e explicou a sua comemoração no gol, quando jogou capoeira. ”A gente colocou que esse era o último jogo de nossas vidas. A gente não pode sair daqui sem o resultado positivo. Fiz a homenagem ao Alex Alves porque ele sempre comemorou com o estilo da capoeira", disse.

Vacilo adia acesso

A segunda etapa começou bastante morna. Com mais posse de bola, o Vitória adotou muita cautela e evitou sair para o ataque com muita liberdade. Já o Joinville encontrou muita dificuldade na troca de passes, sem manter a posse de bola por muito tempo nos seus pés.

Sem jogadas de perigo, o jogo seguiu com o Vitória encontrando mais espaços para armar jogadas ofensivas, mas sem conseguir entrar na área do adversário.

A primeira boa jogada de ataque veio apenas aos 27, quando Ricardinho encontrou espaço na zaga do Vitória e mandou uma bomba em direção ao gol de Deola, mas a bola explodiu no travessão. No lance sequente, Jean Carlos aproveitou uma confusão na área do Leão e chutou colocado, mas a bola bateu em Gilson, que evitou o gol do JEC.

Ansioso, o Vitória evitou ao máximo atacar, mas encontrou espaços para armar jogadas de contra-ataque. Pedro Ken fez boa jogada aos 40 minutos, se livrou da falta e bateu colocado. Ivan desviou e mandou a bola para escanteio. Por pouco o Vitória não marcou o segundo.

Aos 44, veio o banho de água fria. O Joinville chegou com perigo com Leandro Carvalho, que recebeu a bola dentro da área e bateu forte para empatar a partida. O Vitória chegou a tentar uma reação no final, sem sucesso.

Com o resultado, o Vitória só definirá seu futuro na Série B na última rodada, no próximo sábado (24), diante do Ceará. A partida será às 15h20 (horário de Salvador), no Barradão.

Ficha Técnica:

Joinville: Ivan; Eduardo, Pedro Paulo e Diego Jussani e Cristian; Glaydson, Leandro Carvalho, Ricardinho (Fernando Viana) e Willian; Jaílton (Aldair) e Lima (Jean Carlos).
Técnico: Artur Neto.

Vitória: Deola; Nino Paraíba, Gabriel Paulista, Victor Ramos e Gilson; Fernando Bob, Michel (Rodrigo Mancha), Willie (Marcelo Nicácio) e Pedro Ken; Elton e William (Tartá).
Técnico: PC Gusmão.

Local: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data: 17/11/2012 (sábado)
Horário: 15h20 (horário de Salvador)
Arbitragem: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Paulo César Silva Faria (MT) e Ramires Santos Cândido (ES)

Cartões amarelos: William (Joinville); William, Rodrigo Mancha, Gilson e Elton 
Fonte: Arena