Esporte News

Bahia volta a vencer em casa e se afasta da zona

O Bahia recebeu a Ponte Preta na tarde deste domingo (18), em Pituaçu, e conseguiu um triunfo muito importante na competição. Além de chegar aos 43 pontos e subir para a 15ª, o time se livrou de um longo jejum de triunfo em casa, que durava desde o final de setembro.


Sufoco e nervosismo

A partida começou bastante movimentada, com a Ponte Preta com maior posse de bola e levando mais perigo ao Bahia. O Bahia encontrou dificuldade para furar a defesa da Macaca e não conseguiu ganhar as disputas no setor de meio de campo, fazendo com que o time paulista pressionasse durante boa parte do primeiro tempo.

Embora as duas equipes chegassem insistentemente ao ataque, o primeiro lance de perigo de gol surgiu apenas aos 25, quando Nikão cruzou para Ferron e o zagueiro mandou a bola no travessão. Apenas cinco minutos depois, foi a vez de o Bahia chegar com perigo. Hélder mandou uma bomba de fora da área e por muito pouco não enganou o goleiro Edson Bastos.

Com um pouco mais de posse de bola, o Bahia seguia com muita dificuldade de impor o seu ritmo de jogo, com apenas duas finalizações no jogo, o time baiano era pressionado pela Ponte que conseguiu chegar novamente com Luan que, livre, arriscou o chute e quase engana Lomba.

Nos momentos finais do primeiro tempo, o Bahia conseguiu se impor mais na partida, mas permaneceu perdendo muitas jogadas no meio de campo.

Reação: Tricolor volta a respirar no campeonato
Sem conseguir evoluir em campo e armar jogadas de ataque, o Bahia passou por um sufoco logo nos minutos iniciais do jogo. Aos 14, Luan achou Cicinho livre dentro da área, que errou no domínio de bola e chutou sem ângulo. A bola passeou pela frente do gol e por muito pouco não entrou, passando por todo mundo.

A reação do Bahia veio quatro minutos depois. Fahel mandou uma cabeçada certeira e por muito pouco não abriu o marcador em Pituaçu. Na sequência foi a vez de Hélder chegar com perigo, após mandar u m chute de canhota em direção ao gol, mas a bola passou por cima do gol.

Abusando de perder as chances que conseguia no ataque, o Bahia voltou a decepcionar aos 29. Cara a cara com o goleiro, Souza perdeu um gol chutando em cima de Edson Bastos. No rebote, Zé Roberto também chutou em cima do goleiro e perdeu outra chance incrível.

Superior em campo e chegando mais ao ataque, o Bahia perdeu grandes oportunidades na pequena área da Macaca. O time, no entanto, parecia muito ansioso e perdia as bolas com facilidade.

O gol do Bahia finalmente chegou aos 35 minutos. Após muita insistência, Souza ajeitou a bola para Neto que bateu de primeira e mandou um chute rasteiro no canto do gol de Edson Bastos, abrindo o placar em Pituaçu.

Com o tento, o Bahia recuou o time, mas se manteve aproveitando as jogadas de contra-ataque. Cansada, a Ponte Preta não esboçava mais reações e o Tricolor manteve o resultado.

Ficha Técnica:

Bahia: Marcelo Lomba; Neto, Alysson, Fabinho e Romário (Victor Lemos); Fahel, Diones, Hélder e Gabriel (Kléberson); Jones Carioca (Zé Roberto) e Souza.
Técnico: Jorginho.

Ponte Preta: Edson Bastos; Wendel Santos, Cléber, Ferron e João Paulo; Baraka, Renê Júnior, Cicinho e Nikão (Marcinho); Luan (Rossi) e Roger (Giancarlo).
Técnico: Guto Ferreira.

Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 18/11/2012 (domingo)
Horário: 16h (horário de Salvador)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (PR)
Assistentes: Altermir Hausmann (RS) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Cartão amarelo: Hélder, Alysson, Neto (Bahia); Ferron, Cléber, Wendel Santos (Ponte Preta)
Público: 30.845 torcedores

Fonte: Arena