Esporte News

Empate no barradão leva decisão para Pituaçu

Cheio de emoções e muitas polêmicas, Bahia e Vitória não saíram do 0 x 0 nesta tarde de domingo (6), no primeiro jogo da final do Campeonato Baiano. Com este resultado, o tricolor segue com vantagem para o duelo em Pituaçu, no próximo domingo. Se houver outro empate, o título fica no Fazendão. Mas, caso o rubro-negro vença, o troféu tem o Barradão como destino.

Muita marcação e falta de criatividade marcaram primeiro tempo do clássico
Com muita marcação e falta de criatividade, os primeiros quarenta e cinco minutos do clássico foi bastante movimentado. Os donos da casa, precisando reverter a vantagem tricolor procurou forçar jogadas com os dois laterais. Já o time de Falcão utilizou dos contra-ataques como sua principal arma.

E o primeiro grande lance do duelo aconteceu com o lateral-direito rubro-negro Léo, aos 13 minutos. O garoto chegou com velocidade até a linha de fundo e cruzou na área. O goleiro Marcelo Lomba e o zagueiro Rafael Donato se atrapalharam na comunicação e a bola quase morreu no fundo das redes.

O Leão continuou insistindo e criou outra oportunidade aos 31. Victor Ramos deu uma de meia armador e lançou na medida para o atacante Neto Baiano, mas no meio do caminho Titi cortou na hora certa. O detalhe do lance é que o artilheiro do Brasil com 29 gols nesta temporada entraria sozinho na área.

Pouco depois, o técnico Ricardo Silva perdeu o volante Michel, lesionado, o que abriu alguns espaços para o tricolor na defesa rubro-negra. Por esse motivo, aos 41, os visitantes tiveram sua maior chance de abrir o marcador. Após o cruzamento na área, Souza conseguiu atrapalhar Rodrigo e Douglas, que tiveram perto de entregar o ouro ao adversário do Fazendão.

Tricolor equilibra e Vitória cria as melhores chances
O tricolor iniciou o segundo tempo de forma bem diferente do primeiro. Procurando uma postura mais ofensiva, o time visitante partiu com tudo e aos 17 o garoto Vander mostrou categoria e por pouco não deixou sua marca. Ele saiu cortando a defesa rubro-negra e, da intermediária, soltou um foguete, tirando tinta do gol de Douglas.

Poucos minutos depois, o rubro-negro deu o troco. Wellington Saci cobrou escanteio na primeira trave na cabeça de Dinei, que chegou testando firme, no cantinho de Lomba. Na sequência, Pedro Ken deu um belo lançamento para Tartá, também de cabeça, desviar para a boa defesa do arqueiro tricolor.

E já no finalzinho do jogo, Tartá teve a última chance. O meia entrou na área e, livre de marcação, chutou forte, mas Lomba fez uma linda defesa.

FICHA TÉCNICA
Final – Campeonato Baiano
Vitória 0 x 0 Bahia
Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA).
Data: 06/05/2012
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ).
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Roberto Braatz (PR).

Vitória: Douglas; Léo (Romário), Rodrigo, Victor Ramos e Wellington Saci; Uelliton, Michel (Rodrigo Mancha), Pedro Ken e Geovanni (Dinei); Tartá e Neto Baiano. Técnico: Ricardo Silva.

Bahia: Marcelo Lomba; Madson, Titi, Rafael Donato e Gerley; Fahel, Diones, Hélder e Gabriel 9Magno); Zé Roberto (Vander) e Souza. Técnico: Paulo Roberto Falcão.
Por; Bahia Noticias