Esporte News

Vitória vira em cima do ABC e segue na Copa do Brasil

Um simples empate sem gols era suficiente para avançar. Porém, a noite desta quarta-feira (18) passou longe de ser uma coisa simples para o time do Vitória. Em uma noite irreconhecível, com direito a protesto da torcida, o rubro-negro exagerou no critério emoção.  Com direito a três gols de Neto Baiano, artilheiro do Brasil, o time baiano derrotou o ABC, de virada, por 3 a 2 e garantiu vaga nas oitavas de finais da Copa do Brasil de 2012. Na próxima fase, o adversário será o Botafogo. Domingo, pelo Baianão, o Vitória encara o Feirense, em Senhor do Bonfim, às 16h.

Um desfalque de última hora, não só surpreendeu ao elenco rubro-negro, como representou uma queda na qualidade do setor ofensivo. O atacante Marquinhos, com edema muscular, foi vetado pelo departamento médico poucas horas antes do jogo. E que falta fez o jogador, principalmente nos primeiros 45 minutos.

Vitória não cria e leva um gol


As duas equipes tiveram um tímido início de partida. Muita pegada e pouca criatividade. Ambos os times, nos primeiros quinze minutos, assustaram apenas em jogadas pelo alto. Uelliton, pelo Vitória, e Makelelê pelo lado do time visitante. Aos 16, também em bola área, o ABC quase abre o marcador. Murilo foi até linha de fundo e cruzou. Washington subiu mais que Victor Ramos e acertou a trave.

 Susto para o goleiro Renan, que pouco depois faria uma excelente defesa. O meio de campo do Vitória seguia muito apagado, preso na marcação, e os atacantes sumidos. A partida seguia morna até os 30 minutos. Washington arriscou de fora e Renan, com a ponta dos dedos, espalmou para escanteio. Na cobrança, o mesmo camisa 9 aproveitou o cruzamento e abriu o placar. Resultado que classificava o ABC para terceira fase da competição. O gol não mudou o comportamento do Vitória, que trocava muitos passes e não conseguia furar a muralha defensiva do adversário. Aos 41, Alício Pena marcou escanteio para o rubro-negro. O lance representou o que foi o Leão na primeira etapa: sonolento e sem objetivo. Neto Baiano, homem de referência do ataque, foi para cobrança e reclamou dos companheiros que não chegavam ao ataque e também não se apresentavam para bater. Na saída para o intervalo, a torcida não perdoou e protestou com muitas vaias.

ABC amplia o placar


Um pouco mais ofensivo, ainda que muito lento e desorganizado no ataque, o Vitória voltou para segundo tempo determinado a empatar. Aos 6, Uellinton deu uma de lateral-direito e quase proporcionou o gol do Vitória. Raul, ao tentar cortar o cruzamento do jogador rubro-negro, por muito pouco não jogou a bola contra o próprio gol. Aos 13, o zagueiro Victor Ramos também tentou ajudar na frente. Arriscou um chute de fora, mas a bola saiu fraca e sem dificuldades para Camilo. Os comandos de Ricardo Silva eram donos da partida, como na primeira etapa, mas não conseguiam transformar a posse de bola em oportunidades de gol. Pagaram caro pela noite nada inspirada. Aos 22, Washington saiu da grande área e fez o papel de camisa 10. Com muita categoria, o camisa 9 fez um lindo lançamento para Raul. O meia dominou e só deu um leve toque por cima de Renan. Vitória 0x2 ABC. 


Neto Baiano empata e Vitória acorda

Aos 32, quando alguns torcedores já começavam a deixar o Barradão, acendou uma luz no fim do túnel. Léo fez o cruzamento e o zagueiro Rodrigo cabeceou na trave. Léo pegou a sobre do lance e foi derrubado pelo zagueiro Flavio Boaventura. Pênalti. Neto Baiano descolocou o goleiro e recolocou o Vitória na partida.  Só a virada restava para o time baiano. Aos 35, mais uma vez dando uma de atacante, o zagueiro Rodrigo perdeu outra chance. A cabeçada saiu pela linha de fundo, após escanteio batido por Arthur Maia. Tudo poderia ter ido por água abaixo, aos 40. Rodrigo vacilou na defesa e presentou Léo Gamalho. O jogador do ABC tentou por cobertura, mas a bola saiu fraca. Renan segurou facilmente. Quem não faz toma. Aos 44, Neto Baiano aproveitou cruzamento de Tartá e deixou tudo igual no Manoel Barradas. Ainda dava tempo, e deu. No minuto seguinte, Tartá foi derrubado na grande área e o árbitro marcou mais um pênalti. Neto Baiano bateu e fez o terceiro gol do Vitória.
FICHA TÉCNICA
Vitória x ABC 
Local: Estádio do Barradão, em Salvador (BA).
Data: Quarta-feira, 18 de abril.
Árbitro: Alicio Pena Junior (MG).
Assistentes: Marcio Eustaquio S Santiago (MG) e Celso Luiz da Silva (MG).
Gols: Neto Baiano (Vitória) Washington e Raul (ABC)
Cartões amarelos: Léo e Rildo (Vitória) / Berg, Camilo, Léo Gamalho e Raul (ABC)
 
 
Vitória: Renan; Léo, Victor Ramos, Rodrigo e Wellington Saci; Uelliton, Michel, Pedro Ken (Arthur Maia) e Geovanni (Tartá); Rildo (Dinei) e Neto Baiano. Técnico: Ricardo Silva.
 
 
 
ABC: Camilo; Murilo, Flávio Boaventura, Eduardo e Berg (Renato Potíguar / Edson); Bileu, Luís Ricardo, Makelele e Raul; Washington (Leandro Cardoso) e Léo Gamalho. Técnico: Leandro Campos.
Fonte: Bahia Notícias