Esporte News

De virada Bahia vence Tremendão

Tudo caminhava para uma tarde perfeita para o Bahia de Feira. Vitória da Conquista e Atlético de Alagoinhas empatava, no Estádio Lomanto Júnior, enquanto o Tremendão vencia, de virada, em Pituaçu. Porém, quando ninguém mais acreditava, o Bahia chegou ao resultado positivo nos minutos finais. Em tarde de Rafael Donato, que marcou duas vezes, o esquadrão venceu por 3 a 2 e assegurou vantagem também nas finais do Campeonato Baiano de 2012.

O empate entre Vitória da Conquista e Atlético Alagoinhas, ainda que momentâneo, obriga ao Bahia de Feira sair para o jogo e buscar o triunfo. Logo aos 5, o time de Feira de Santana chegou com perigo à meta tricolor. O atacante Carlinhos arriscou de fora e o goleiro Marcelo Lomba espalmou. João Neto não esperava o rebote e bateu fraco nas mãos do arqueiro do Bahia. A pressão inicial do Bahia de Feira não durou mais que sete minutos. Tempo suficiente para o esquadrão consertar os detalhes da marcação e diminuir os espaços dos meias Jackson e Raylan. Aos 9, Gabriel disparou pela direita e fez o cruzamento. Ciro tentou o passe de calcanhar e tirou a bola dos pés de Lulinha, que estava sem marcação para finalizar.

Bahia pressiona e marca

A partir desse momento a partida ganhou um novo dono. Um minuto depois, o lateral-direito Coelho fez um longo lançamento para Lulinha, mas antes dele apareceu Tiago Granja. O camisa 2 fez besteira ao tentar recuar e presenteou o atacante do Bahia, que viu o goleiro Filipe antecipado e tentou o toque por cobertura. A tentativa saiu pela linha de fundo. O gol foi questão de tempo. Aos 15, Coelho cruzou baixo demais, mas o goleiro Filipe deu uma ajudinha. O arqueiro do Tremendão deixou escapar e a bola parou nos pés do zagueiro Rafael Donato, que de carrinho inaugurou o marcador. Bahia 1 a 0. O gol sofrido encolheu o time visitante. Aos 19, por muito pouco, Ciro não ampliou o placar. Após jogada ensaiada, o zagueiro Rafael Donato fez o cruzamento na medida e o atacante cabeceou nas mãos de Filipe.

Bahia de Feira empata

A vantagem do triunfo deu um pouco mais de tranquilidade ao Bahia, que em certos momentos do primeiro tempo se tornou sonolência. Os comandados de Falcão se posicionaram um pouco mais atrás, à espera do contra-ataque. Chamou o Bahia de Feira ao ataque, que aceitou o ‘convite’. João Neto encheu o pé e obrigou uma boa defesa de Marcelo Lomba, aos 30 minutos. Dez minutos depois o goleiro tricolor não teve o que fazer. O zagueiro Paulo Paraíba, depois de cobrança de falta, dominou a bola com liberdade, girou e finalizou para o fundo da rede. Tudo igual em Pituaçu.



Virada do Tremendão
 
 
 
O segundo tempo começou a todo vapor. Aos 2, o atacante Carlinhos chutou de fora e Marcelo Lomba se esticou todo para evitar o que seria o gol da virada do Bahia de Feira. A resposta tricolor saiu dois minutos depois. O boliviano Gutiérrez, muito pouco acionado até então, arrancou pelo lado esquerdo e finalizou, de direita, para boa defesa de Filipe. O Bahia, ao contrário do que aconteceu na primeira etapa, começou a enfrentar uma forte marcação do time feirense. Falcão percebeu que a equipe encontrou dificuldades e resolveu botar mais um atacante. O meia Magno, muito vaiado, saiu para entrada de Zé Roberto. Aos 14, o atacante Ciro fez boa jogada, mas o arremate saiu muito fraco.
 Fácil defesa para o goleiro Filipe. Pouco depois, o atacante João Neto, do Bahia de Feira, promoveu uma cena curiosa. O camisa 11, que seria substituído por Lecão, se negou a sair de campo. Os zagueiros Menezes e Paulo Paraíba tentaram convencer o companheiro, que manteve-se em campo. O jeito foi cancelar a mudança. Sorte do Bahia de Feira. Aos 19, o ‘pé firme’ João Neto antecipou aos zagueiros e marcou um golaço. Virada em Pituaçu. O atacante, depois de marcar o gol, aceitou sair de campo e foi substituído por Lecão. Quem também mudou foi o Bahia. O lateral-direito Coelho sentiu dores na coxa esquerda e pediu para sair. Morais entrou e o volante Lenine foi improvisado na posição. Não era o dia do tricolor. O meio de campo continuou apagado e, obrigatoriamente, o ataque não aparecia.

Bahia vira no final

  Aos 45, quando ninguém mais acreditava, o Bahia empatou. Gabriel cobrou falta e, de cabeça, Lulinha deixou tudo igual. O lance foi parecido e o final feliz foi o mesmo. Aos 49, o 'garçom' tricolor levantou na grande área e, como homem surpreso, o zagueiro Rafael Donato marcou o gol do triunfo.
 
 
FICHA TÉCNICA
Bahia x Bahia de Feira
Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 08/04/2012
Árbitro: Gleidson Santos Oliveira
Auxiliares: Jorge César Santana Borges e Paulo de Tarso Bregalda Gussen
Cartões amarelos: Fahel, Rafael Donato, Marcelo Lomba, Lulinha e Titi (Bahia) / Raylan, Rogério, Paulo Paraíba e Francisco Jr. (Bahia de Feira)
Gols: Rafael Donato e Lulinha (Bahia) / Paulo Paraíba e João Neto (Bahia de Feira)
Bahia: Marcelo Loma; Coelho (Morais), Rafael Donato, Titi e Gutiérrez; Fahel, Lenine, Magno (Zé Roberto) e Gabriel; Lulinha e Ciro (Rafael). Técnico: Paulo Roberto Falcão.
Bahia de Feira: Filipe; Tiago Granja (Sadrack), Paulo Paraíba, Menezes e Edson; Francisco Junior, Rogério, Jackson e Rayllan; João Neto (Lecão) e Carlinhos. Técnico: Arnaldo Lira.
Por: Bahia Noticias