Esporte News

Bahia de Feira não resiste ao São Paulo e é eliminado

O Bahia de Feira despediu-se da Copa do Brasil nesta quarta-feira ao perder para o São Paulo por 5 a 2, em Feira de Santana. O Tremendão chegou a empatar o duelo no lotado Jóia da Princesa, mas a expulsão do goleiro Dionantan aos 33 minutos do primeiro tempo foi decisiva para a eliminação baiana. O time do técnico Arnaldo Lira se dedica agora ao Campeonato Baiano, e enfrenta o Juazeiro em casa pela última rodada da fase de classificação.

Com maioria das arquibancadas a seu favor, a equipe paulista teve as primeiras oportunidades e quase abriu o placar antes do primeiro minuto, com Luís Fabiano, que dividiu com o goleiro na pequena área e desperdiçou a chance. Disputado e nervoso, jogo no Jóia teve discussão no meio-campo logo aos quatro minutos e Lucas e Raylan foram advertidos com o cartão amarelo.

Com mais posse de bola e eficiente nas bolas paradas, o Tricolor paulista chegou ao primeiro gol aos nove minutos. Jadson cobrou falta na área e Rodolpho antecipou-se à zaga e ao goleiro para desviar de cabeça, em posição duvidosa, 1 a 0. Empolgado e querendo definir o jogo, Luís Fabiano quase amplia aos 13, após chute perigoso de fora da área.

Insatisfeito com o rendimento da equipe, o técnico Arnaldo Lira colocou Jhonathan no lugar de Edson. Mesmo sem incomodar muito a defesa visitante, o Tremendão empatou o jogo na primeira chance criada. Aos 29 minutos, João Neto fez jogada pela linha de fundo e cruzou para Carlinhos aproveitar cohilo de Paulo Miranda e balançar as redes, 1 a 1.

A empolgação da minoria do estádio que torcia para o time baiano durou apenas quatro minutos. Aos 33, Cícero lançou Luís Fabiano, que driblou Dionantan e desabou na área, pênalti. O árbitro capixaba Marcos André Gomes da Penha expulsou o goleiro do Bahia de Feira e o reserva Felipe entrou no lugar do veterano meia Jackson. Na cobrança, Luís Fabiano deslocou com categoria, 2 a 1.

Com atraso no retorno pro segundo tempo por conta de problemas na iluminação, o treinador são-paulino voltou com Osvaldo no lugar do lesionado Fernandinho. O ex-Ceará cricou a primeira chance aos seis minutos, mas o chute da entrada da área passou a direita do gol. A resposta baiana veio aos oito minutos. João Neto avançou pela diagonal e disparou um petardo para grande defesa de Denis.

Após um período de posse de bola e domínio no meio-campo apesar do jogador a menos, a defesa do Bahia de Feria vacilou de novo e acabou pagando caro. Aos 13 minutos, Lucas invadiu a grande área e levou uma rasteira de Paulo Paraíba, pênalti. Mais uma vez, Luís Fabiano cobrou com perfeição e ampliou, 3 a 1.

Sem jogar a toalha, Arnaldo Lira colocou em campo Zé Roberto no lugar do cansado Carlinhos, e o substituto quase diminui aos 26, em chute à queima roupa que Denis defendeu em dois tempos. A medida que o tempo passava o Tremendão ia perdendo força ofensiva e o São Paulo ampliou a vantagem aos 33 minutos. Luís Fabiano, o nome da noite, fez bela jogada da entrada da área e serviu Maicon, que marcou mais um, 4 a 1.

O Bahia de Feira era valente e chegou ainda a diminuir aos 39 minutos. Zé Roberto foi derrubado por Paulo Miranda dentro da área e o árbitro marcou pênalti. João Neto bateu com segurança e deu esperanças ao time baiano, 4 a 2. Logo na saída, o São Paulo perdeu um go incrível com Luís Fabiano, que jogou pra fora oportunidade com o gol aberto, na pequena área. O jogo seguia eletrizante e o São Paulo definiu o marcador de vez aos 43 minutos. Osvaldo fez jogada dentro da área e bateu fraco, mas o chute desviou em Paulo Paraíba e enganou Felipe, 5 a 2.


Ficha Técnica

Bahia de Feira (2): Dionantan, Tiago Granja, Paulo Paraíba, Menezes e Edson (Jhonathan); Carlos, Rogério, Jackson (Felipe) e Raylan; Carlinhos (Zé Roberto) e João Neto.Técnico: Arnaldo Lira

São Paulo (5): Denis, Piris, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Denilson (Casemiro), Cícero, Fernandinho (Osvaldo), Jadson (Maicon) e Lucas; Luis Fabiano. Técnico: Emerson Leão

Local: Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana (BA)

Data: 11/4/2012 (quarta-feira)

Horário: 21h50

Arbitro: Marcos André Gomes da Penha (ES)

Assistentes: Carlos Jorge Titara da Rocha (AL) e Leonardo Mendonça (AL)

Renda/ público: R$ 650.000/ 15.834 pagantes.

Cartões Amarelos: Raylan, Rogério, Paulo Paraíba e Jackson (Bahia de Feira) e Lucas e Paulo Miranda (São Paulo).

Cartão Vermelho: Dionantan (Bahia de Feira).

Por: Arena