Esporte News

Bahia bate o Serrano

No sufoco, como não é de costume neste Baianão, o Bahia conquistou mais três pontos. Em Pituaçu, neste domingo (1º), o Tricolor fez uso da máxima "o mais importante é vencer" e bateu o Serrano por 3 a 2. Após marcar três vezes em tempo relâmpago, a tropa de Falcão relaxou e permitiu que o adversário encostasse. Emoção até o final, em jogo marcado por trapalhadas da arbitragem, mas, no fim, prevaleveu o placar. 
Com a vitória, o Bahia garante a primeira posição na fase classificatória e consolida a liderança com 45 pontos, nove a mais que o vice-líder Vitória. O Serrano cai para o 10º lugar, com 20 pontos, seis à frente da zona de rebaixamento. Na próxima quarta-feira (4), o Bahia vai até o estádio Adauto Morais, em Juazeiro, encarar a Juazeirense, às 22h, pela 20ª e antepenúltima rodada da fase classificatória do estadual. O Serrano, no mesmo dia, recebe o Fluminense, no estádio Lomanto Júnior.

Ciro, Lulinha e Gabriel. Com esse trio, o Bahia imprimou velocidade no jogo e, assim, o Serrano virou presa fácil. Na primeira chance mais aguda, o Bahia marcou. Aos quatro minutos, Gabriel recuperou a bola no meio e enfiou para Ciro. Ele invadiu a área, cortou o zagueiro e colocou no canto de Gil. Aos nove, Paulo César assustou Lomba em chute por cima do gol. Aos 16, nova bola na rede. Pela direita, Gabriel invadiu a área e chutou cruzado. Ciro meteu o pé e marcou seu segundo gol no jogo.
Mal a bola foi reposta no centro do gramado, o Bahia recuperou, partiu para o ataque e, aos 17, Lenine sofreu falta dentro da área. Na cobrança, Coelho, apesar dos pedidos da torcida por Ciro. O lateral precisou cobrar duas vezes por conta de uma invasão de Lulinha, mas não decepcionou: 3 a 0. Relaxado em campo, o Bahia deu espaços. E o Serrano aproveitou: aos 39, em uma jogada bem trabalhada, Felipe Adão ficou de cara para Lomba, que fez grande defesa. Na sobra, Rodrigo chutou com o gol aberto para diminuir.
O jogo recomeçou, mas não para o Bahia. Relaxado e acomodado com o placar, o Bahia deu espaços e o Serrano foi para cima. Mas, apesar da iniciativa, o time do Serrano não conseguia levar perigo. Mesmo relapso, o Tricolor chegou aos nove com Zé Roberto, que chutou prensado com a marcação, mas mesmo assim quase marcou o quarto. Aos 14, Diones experimentou de fora da área e Gil fez grande defesa. Aos 15, confusão. O árbitro marcou pênalti de Coelho em Felipe Adão, mas voltou atrás após orientação do assistente.
Para conter as investidas do Serrano, Falcão reorganizou a defesa com a entrada do boliviano Gutiérrez, que fez sua estreia no Bahia. Madson também foi para jogo. Mas quem chegou foi o time de Conquista. Aos 29, William aparece pela esquerda, manda uma bomba e a bola explode nas redes pelo lado de fora. A pressão deu certo e, aos 37, Danny Morais derrubou Felipe Adão na grande área. Desta vez, o árbitro marcou com convicção. Na cobrança, o mesmo Adão diminuiu. Nos minutos finais, o Serrano foi para cima, mas a marcação do Bahia segurou o resultado. Nos acréscimos, Zé Roberto foi expulso por simular falta.
Bahia x Serrano - 19ª rodada Campeonato Baiano 2012
Data: 1/04/2012 (domingo), às 16h
Local: estádio de Pituaçu, em Salvador
Arbitragem: Ademilton Carigé, auxiliado por Raimundo Carneiro de Oliveira e Cláudio Santos Oliveira
Bahia: Marcelo Lomba; Coelho, Rafael Donato, Danny Morais e William Matheus; Diones, Lenine, Lulinha (Gutiérrez) e Gabriel (Madson); Zé Roberto e Ciro (Rafael). Técnico - Falcão
Serrano: Gil; Paulo César (Henrique), Marron, Aurelino e Daniel; Joelson (Roni), Rodrigo, Renilton e Léo Mineiro; Felipe Adão e Williames (William). Técnico - Bira Veiga

Por: Correioda Bahia