Esporte News

Clássicos pelo interior agitam rodada do Baianão

Não é só o clássico Ba-Vi que vai agitar a 15ª rodada do Campeonato Baiano. Outros cinco jogos pelo interior do estado animam a rodada. Das cinco partidas fora da capital, três são clássicos regionais. Em Feira de Santana, o Bahia de Feira, embalado com a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil, enfrenta o Fluminense, em péssima situação na tabela. Já no norte do estado, Juazeiro e Juazeirense duelam no estádio Adauto Morais. O outro embate tradicional da rodada é o Clássico do Café, entre Serrano e Vitória da Conquista, que será jogado no estádio Lomanto Júnior. Itabuna e Feirense, no Luiz Viana Filho, e Atlético e Camaçari, no estádio Municipal de Serrinha, encerram a rodada.

Iguais na tabela, com 14 pontos, Juazeiro e Juazeirense duelam com o objetivo de manter distância da zona de rebaixamento e, de quebra, sonhar com o G-4. O atacante Nino é a esperança de gols do time das carrancas, enquanto o Cancão do Norte conta com o folclórico atacante Clodoaldo. Quem apita o jogo é Carlos Roberto dos Santos, auxiliado por Jorge Cesar Santana e Mick dos Santos.

Disposto a confirmar que a boa fase está de volta, o Bahia de Feira duela contra o Touro do Sertão. O Flu faz uma campanha decepcionante. Apontado como um dos favoritos, o Tricolor de Feira de Santana não se encontrou e ocupa a zona de descenso. Depois de eliminar o Aquidauanense no meio de semana, pela Copa do Brasil, o Bahia de Feira tenta esquecer que tem pela frente o poderoso São Paulo, pela competição nacional, e volta todas as suas atenções para o Baianão. O Tremendão, que chegou a liderar a competição por nove rodadas, é o quarto colocado e precisa vencer para se manter no G-4. A arbitragem é de Arilson Bispo da Anunciação, auxiliado por Elicarlos Franco e Luiz Carlos Silva.

O Vitória da Conquista pega o Serrano com a intenção de vencer e tentar voltar ao grupo dos classificados para a segunda fase. Após perder a vaga no G-4 para o Feirense, o Bode luta para voltar ao pelotão de frente. Para isso terá que passar pelo rei dos empates, o Serrano. A equipe mongoió luta para se afastar da zona de descenso e manter o sonho do G-4, mas precisa encontrar o caminho das vitórias. Até o momento foram apenas duas vitórias e oito empates. Quem apita o jogo é Germínio Vieira, auxiliado por Edinaldo Vasconcelos e Erick Borges.

A partida entre Itabuna e Feirense terá o apito de Emerson Ricardo, auxiliado por José Carlos Olivira e Luciano Trigueiro. Enquanto em Serrinha, Irinaldo Jorge, auxiliado por José Raimundo e Antônio Fernando, comanda Atlético e Camaçari.

Fonte: Globo Esportes