Esporte News

Bahia faz 3 a 0 no Auto Esporte-PB e elimina jogo de volta

Gol de Rafael Donato contra o Auto Esporte (Copa do Brasil) (Foto: Francisco França / Jornal da Paraíba)Mantendo o bom futebol que tem demonstrado no Campeonato Baiano e que lhe confere a condição de ataque mais positivo do futebol brasileiro em 2012, o Bahia conseguiu uma expressiva vitória em sua estreia na Copa do Brasil. Jogando no Estádio Almeidão, em João Pessoa, fez 3 a 0 sobre o Auto Esporte-PB e eliminou a necessidade do jogo da volta, que seria em Salvador. Com a vitória, o Bahia já está classificado para a segunda fase da competição, contra Remo ou Real-RR, que empataram sem gols no jogo de ida, em Boa Vista.

Os gols do Tricolor foram marcados por Rafael Donato, ainda no primeiro tempo, Souza e Gabriel, no segundo. Para o Auto Esporte, o retorno a uma competição de âmbito nacional, 19 anos depois, durou apenas 90 minutos. E o jogo também marcou a despedida do atacante alvirrubro Maia, que agora vai se dedicar à carreira de gerente de futebol do clube paraibano. Antes do início do jogo, o atleta recebeu uma placa das mãos do treinador do Bahia, Falcão.

Equilíbrio e vitória parcial do Bahia

O jogo começou com os dois times se estudando, com muita troca de passes no meio de campo e sem investidas ao ataque. Aos 10 minutos, o primeiro momento de emoção. O goleiro Rodrigues, do Auto tentou saiu jogando e acabou perdendo a bola para Souza. O atacante do Bahia chutou a gol, mas a bola explodiu no zagueiro Galdino.

Logo depois, o Alvirrubro paraibano deu a resposta. E em dose dupla. Aos 12, Romarinho tentou um chute de dentro da área, mas a bola desviou em Titi. Aos 14, de novo Romarinho. O camisa 9 recebeu cruzamento dentro da área, dominou bem e chutou de esquerda. A bola chegou a resvalar na trave do Bahia, assustando o goleiro tricolor Omar.

Rafael Donato marca, de cabeça, o primeiro gol do

Neste momento da primeira etapa, o jogo estava equilibrado, com o Auto Esporte chegando ao ataque com mais perigo que o time baiano. Mas, aos 20, o tricolor da Boa Terra acabou abrindo o placar. Gabriel sofreu falta dura do zagueiro Galdino, que recebeu cartão amarelo. O próprio Gabriel foi para a cobrança e levantou a bola na área. O zagueiro Rafael Donato subiu mais que todo mundo, se antecipando à saída do goleiro Rodrigues, e testou firme para as redes, fazendo Bahia 1, Auto Esporte 0.

Depois do gol sofrido, o Auto Esporte tentou ir para cima em busca do gol de empate, mas os jogadores alvirrubros não conseguiam articular bem as jogadas ofensivas. Os donos da casa investiam em levantamentos para a área do Bahia, sobretudo em subidas do lateral-esquerdo improvisado Thiaguinho. Mas, foi o Bahia que conseguiu chegar com mais contundência ao ataque. Aos 30, o atacante Júnior roubou a bola do lateral-direito Marquinhos e tocou para Souza. O camisa 9 do Bahia recebeu livre dentro da área, mas chutou para fora.

Aos 34, foi a vez de o Auto voltar à área do Tricolor baiano, dessa vez com mais perigo. Romarinho recebeu sem marcação, de frente para o gol, mas, na hora de finalizar, furou e perdeu boa chance de igualar o marcador. Daí até o final do primeiro tempo, Souza ainda conseguiu uma cabeçada para fora e ficou reclamando que foi empurrado dentro da área e o Auto tentou um chute de fora da área com o atacante Alcimar, mas o goleiro Omar defendeu com tranquilidade.

M
ais dois gols e classificação tricolor antecipada

Os dois times voltaram sem alterações para a segunda etapa. A primeira chegada de perigo foi do Bahia. Aos quatro minutos, o atacante Júnior recebeu belo passe do lateral-esquerdo William Matheus e chutou para boa defesa de Rodrigues. E aos sete, em nova cobrança de falta ensaiada, Júnior recebeu e chutou de fora da área por cima do gol de Rodrigues.

Ainda na primeira metade do segundo tempo, os treinadores resolveram mexer nos times. Aos 13, Falcão mudou o ataque, colocando Ciro no lugar de Júnior. E aos 14, momento importante no Auto Esporte: Pedro Neto deu lugar ao atacante Maia, que entrou para fazer a sua última partida oficial como jogador de futebol profissional. Trocando um meia por um atacante, o técnico alvirrubro, Maurício Cabedelo, queria tornar o time mais ofensivo para tentar o empate.

Sousa se livra de marcação do Auto Esporte-PB (Foto: Francisco França / Jornal da Paraíba)
Sousa se livra de marcação forte do Auto Esporte 

E dois minutos depois o Auto Esporte chegou com perigo. O atacante Romarinho apareceu livre dentro da área baiana e chutou firme para grande defesa do goleiro Omar. Aos 20, Falcão mexeu mais uma vez no Bahia: Fahel entrou no lugar de Fabinho. Aos 22, veio o segundo gol do tricolor. Magno fez fila na defesa do Auto Esporte e lançou William Matheus, que passou na medida para o Sousa driblar o goleiro Rodrigues e colocar a bola no fundo das redes. 2 a 0 para o Bahia.

Com dois gols de desvantagem no marcador, o técnico Maurício Cabedelo precisou mandar o Auto Esporte para frente, na tentativa de evitar a eliminação precoce, já que o regulamento da Copa do Brasil prevê que caso o visitante vença por dois ou mais gols não há necessidade do jogo da volta. O treinador alvirrubro fez duas mexidas ao mesmo tempo: tirou Marcondes e Romarinho para as entradas de Nêgo e Caio. O time passou do 3-5-2 para o 4-3-3, com Alcimar, Maia e Caio à frente.

Mas o Bahia continuou melhor no jogo e não tardou a ampliar a vantagem no placar. Aos 29 minutos, depois de fazer boa jogada e se livrar da marcação na entrada da área, Souza tocou para Gabriel, que bateu na saída do goleiro Rodrigues, estufando a rede e fazendo o terceiro gol para os baianos.

Jogadores do Bahia comemoram gol contra o Auto Esporte-PB (Foto: Francisco França / Jornal da Paraíba)
Jogadores do Bahia comemoram gol contra o Auto Esporte 

Depois do gol, o técnico Falcão decidiu fazer sua última substituição no time do Bahia: Magno deu lugar a Felipe. O Auto Esporte seguiu insistindo em diminuir a desvantagem e, aos 33 e aos 35 minutos, em duas cobranças de falta, Alcimar levou perigo. Na primeira, chute forte, raspando a trave. Na segunda, mais uma bomba, que foi desviada pelo goleiro tricolor; a bola ainda resvalou na trave antes de sair em linha de fundo.

Nos últimos minutos de jogo, com o Bahia já administrando o resultado que lhe garantia a classificação antecipada à segunda fase da competição, o Auto Esporte foi com tudo para cima. O lance mais perigoso veio aos 45 minutos, quando Maia chutou da entrada da área e a bola quase entrou depois de desviar na zaga baiana.

Mas não havia mais tempo para reação do Auto. O Bahia soube fazer o resultado e, no fim, administrar a vantagem construída antes dos 30 minutos de jogo. Com o apito do árbitro, veio a confirmação da grande vitória, a continuidade da boa campanha do tricolor baiano na temporada e o carimbo para a segunda fase da Copa do Brasil.
Auto Esporte-PB 0 x 3 bahia
Rodrigues; Galdino, Márcio Paraíba e Marcondes (Nêgo); Marquinhos, Nal, Gildo, Pedro Neto (Maia) e Thiaguinho; Romarinho (Caio) e Alcimar.
Omar; Madson, Rafael Donato, Titi e William Matheus; Fabinho (Fahel), Lenine, Gabriel e Magno (Felipe); Souza e Junior (Ciro)
T.: Maurício Cabedelo.
T.: Falcão.

Gols: Rafael Donato aos 20 minutos do 1º tempo; Sousa aos 22 e aos 29 minutos do 2º tempo.
Cartões amarelos: Galdino e Gildo (Auto Esporte)
Local: Estádio Almeidão, em João Pessoa. Competição: Copa do Brasil 2012 - 1ª fase. Árbitro: Antônio Hora Filho. Público: 763 pagantes. Renda: R$ 15.840.

Fonte: Globo Esportes